sábado, 23 de fevereiro de 2013

Uma mulher que ensina o prazer é santa ou é puta?

Ivan Martins é jornalista e editor-executivo da Revista Época.

Eu a conheci na faculdade. Baixinha, sorridente, era muito sensual sem ser bonita. Gostava de mim, mas também gostava de outro sujeito, mais velho, e provavelmente de mais alguns, de quem eu nunca soube. Era generosa. Aguerrida. Uma vez, conversando sobre sexo, me disse que, num mundo sem preconceitos, seria prostituta. Não apenas pelo prazer de transar, que era enorme nela, mas pela possibilidade de ajudar. “Tem tanto homem triste por aí”, ela me disse. “Gente feia, doente, mas que é bonita por dentro. Essas pessoas precisam de carinho.” Ela achava que seu corpo poderia ser usado para reduzir as dores do mundo.
Ontem, vendo As sessões – o filme em que Helen Hunt interpreta a terapeuta que ajuda um homem paralisado a perder a virgindade – eu acho que entendi, 30 anos depois, o que a minha amiga queria dizer. E que tipo de pessoa era ela.
A terapeuta do filme, inspirada numa mulher de verdade, ajuda as pessoas com dificuldade sexuais a descobrir o prazer. Conversa com elas, toca e se deixa tocar, transa. Trabalha em conjunto com uma psicóloga, discutindo as necessidades e dificuldades do paciente. Uma dessas profissionais, que ainda hoje atua na Califórnia, deu entrevistas recentes à imprensa brasileira e disse já ter atendido mais de 900 pessoas, homens em sua maioria. Não deve ser gente particularmente bonita. Muitas nem serão agradáveis. Mas a terapeuta se despe e se deita com elas do mesmo jeito. É um trabalho, mas também uma missão.
Há um pouco da minha amiga nessa terapeuta do sexo, mas talvez haja um pouco dela em cada mulher. Continue lendo...

AUDIÊNCIA NO MPF, PARA DISCUTIR SE ADVOGADO PODE FAZER CARIDADE

AUDIÊNCIA DISCUTE RESOLUÇÃO DA OAB PAULISTA QUE IMPEDE ADVOGADOS DE PRESTAR ASSISTÊNCIA JURÍDICA GRATUITA
Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O Ministério Público Federal (MPF) promoveu na tarde desta sexta (22), em São Paulo, uma audiência pública para discutir uma resolução da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional São Paulo (OAB-SP), de agosto de 2002, que proíbe advogados de prestar assistência jurídica e judiciária gratuita (advocacia pro bono) a pessoas físicas. Estudantes, entidades, órgãos públicos, advogados, ministros e professores participaram da audiência pública, mas a OAB-SP não mandou nenhum representante.
Segundo Jefferson Aparecido Dias, procurador regional dos Direitos do Cidadão de São Paulo, o tema começou a ser discutido principalmente a partir de 2012, após um advogado ter apresentado uma representação contra a OAB-SP por ter sido punido pela entidade ao fazer advocacia pro bono.
“Temos um procedimento administrativo que foi instaurado no começo de 2012 em que um advogado questiona essa restrição à advocacia pro bono. A partir daquela data foi instaurado um inquérito e buscamos informações na OAB e, infelizmente, a posição que recebemos não foi das melhores, sendo ela contrária à advocacia pro bono. Optamos então em fazer uma audiência pública para colher elementos para avançar no debate”, disse o procurador.
A intenção de se fazer uma audiência pública, disse o procurador da República, é tentar analisar se há alguma ilegalidade na resolução da OAB-SP. “Essa é a discussão, já que é um ato exclusivo de São Paulo que, no nosso entendimento, não tem fundamento na lei. Mas neste momento estamos em negociação com a OAB-SP, buscando a revogação da resolução ou, se for para regulá-la, não restringindo [a atuação dos advogados pro bono]. Se a lei não restringe, entendemos que a resolução não pode restringir”, disse Dias.
Tanto o procurador quanto o diretor do Instituto Pro Bono, Marcos Fuchs, acreditam que um diálogo com a OAB-SP, que deve ocorrer nos próximos dias, pode resolver a questão. Caso a OAB-SP mantenha a resolução, o procurador diz que o MPF pode vir a propor uma ação civil pública ou uma ação direta de inconstitucionalidade para questionar a medida.
A norma estabelecida pela OAB-SP, explicou o diretor do Instituto Pro Bono, prevê que a advocacia pro bonosó pode ser exercida por advogados para entidades do terceiro setor, o que exclui as pessoas físicas. O Instituto Pro Bono, organização sem fins lucrativos criada em 2001, é contrário à resolução da OAB paulista e defende a advocacia pro bono também para pessoas físicas. “Vivemos num país miserável, onde não existe assistência judiciária suficiente, sem Defensoria Pública suficiente e se precisa de advogados pro bono e voluntários para atender a essa demanda”, disse Fuchs. Continue lendo...

FORÇA NACIONAL VOLTA A CAÇAR DEVASTADORES DA AMAZÔNIA


FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA VAI COMBATER DESMATAMENTO ILEGAL NA AMAZÔNIA
Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil
Brasília - Na próxima semana, 180 soldados da Força Nacional de Segurança serão deslocados para reforçar os trabalhos de agentes ambientais no controle do desmatamento ilegal na Amazônia. O anúncio foi feito nesta sexta (22) pelo presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Volney Zanardi, em cerimônia de comemoração dos 24 anos do órgão.
"Vamos ter uma série de ações articuladas este ano. Acertamos, ontem (21), um processo de implementação do Batalhão Ambiental", disse, destacando os diálogos mantidos entre os representantes do Ibama e de outras áreas do governo. O orçamento do órgão para atividades de fiscalização recebeu, este ano, um incremento de R$ 76 milhões, passando a mais de R$ 130 milhões.
" Tivemos um grande sucesso com os índice das taxas de desmatamento no ano passado. Bater a taxa do ano passado não vai ser fácil, mas temos que bater", disse, lembrando que a articulação com outras áreas vai reforçar as atividades de fiscalização.A taxa de desmatamento por madeireiros ilegais na Amazônia Legal foi27% menor de agosto de 2011 a julho de 2012 em comparação aos 12 meses anteriores.
Ao relacionar os avanços conquistados pelo instituto nessa área, Zanardi disse que as operações coordenadas pelo Ibama ao longo de 2012 resultaram em arrecadações 23% maiores do que o volume totalizado em 2011, passando de R$ 225 milhões para R$ 323 milhões. Segundo ele, apenas em multas o incremento foi 55%. Continue lendo...

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

GIL RUGAI É CONDENADO

GIL RUGAI É CONDENADO PELO ASSASSINATO DO PAI E DA MADRASTA
Luis Rugai e Alessandra Troitino foram assassinados em março de 2004. Jurados consideraram que jovem matou por medo de ser denunciado à polícia.
Paulo Toledo Piza, Márcio Pinho e Kléber Tomaz

Do G1 São Paulo
81 comentários
Gil Ruga chega para o quinto dia de julgamento no Fórum da Barra Funda, zona oeste da capital paulista, na manhã desta sexta- feira (22). Rugai é acusado de matar o próprio pai, Luiz Carlos Rugai, e a madrasta Alessandra Troitino, em 2004.  (Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo)Gil Ruga chega para 5º dia de julgamento (Foto:
Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo)
O júri condenou o estudante Gil Rugai pelo assassinato de seu pai, Luis Rugai, e de sua madrasta, Alessandra Troitino, ocorrido em março de 2004. A assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou a condenação no Twitter. O veredicto será lido na tarde desta sexta-feira (22) no Fórum da Barra Funda.
A decisão havia sido adiantada minutos antes pelo promotor do caso, Rogério Leão Zagallo. "Foi condenado por tudo", disse. "Fui atacado, me chamaram de ridículo, ouvi que não tinha estudado, agora é missão cumprida", afirmou Zagallo.

O julgamento durou cinco dias. Neste período, foram ouvidas 15 testemunhas (sendo cinco de acusação, sete de defesa e três do juízo), além do réu, que foi interrogado pelo juiz, por seus advogados e pelo promotor. Gil Rugai negou o crime. "Não fui eu [quem matou]. Agora quem foi eu não sei", disse o jovem de 29 anos.
Logo no começo do julgamento, a defesa já tinha anunciado que iria recorrer caso o julgamento terminasse em condenação.
As principais provas apresentadas contra o réu foram a pegada de Gil Rugai em uma porta arrombada no local do crime e a localização da arma que matou o casal. Ela pertencia ao jovem.

A forma como o resultado foi anunciado recebeu críticas der pessoas ligadas ao réu. A antropóloga Ana Lúcia Pastore Scheitzmeyer, testemunha de defesa, estava entre as que criticaram a confusão causada pelo anúncio de Zagallo. “Foi vergonhosa a maneira como ele entrou no plenário. Ele anunciou a sentença no lugar do juiz e as alunas dele aplaudiram como se fosse um circo, como se tivesse vencido uma partida de futebol”, disse a antropóloga.
Cronologia do caso Gil Rugai (Foto: Arte/G1)
Tese da acusação
Os jurados acreditaram na tese do promotor do caso de que Gil matou o casal porque teve medo de que seu pai levasse adiante a ameaça de denunciá-lo à polícia por causa de um desvio de dinheiro ocorrido na produtora da vítima, a Referência Filmes.

O promotor também apontou o que chamou de outras contradições no interrogatório de Gil. Uma delas é sobre o local onde ocorreu uma discussão entre pai e filho dias antes do assassinato. Gil disse que não esteve na produtora do pai. Já em interrogatório prestado anteriormente, afirmou que após jantar com Luis em um restaurante, concluiu a conversa na sede da Referência Filmes.
No mesmo processo pelo homicídio, Gil responde ainda à acusação de ter dado um desfalque de mais de R$ 25 mil, em valores da época, à empresa do pai, razão pela qual havia sido expulso do imóvel cinco dias antes do crime. Ele cuidava da contabilidade da ‘Referência Filmes’.
Tese da defesa
O advogado Thiago Anastácio disse que a acusação tentou criar a imagem de Gil como um psicopata. “Construíram um psicopata. O caso Richthofen não é o caso do Gil”. A afirmação foi feita durante a argumentação da defesa na fase de debates do julgamento.
Durante o debate, os advogados de Gil Rugai apresentaram a linha do tempo que colocaria o réu fora da cena do crime e desqualificaram os depoimentos das testemunhas. “Um analfabeto fala que viu Gil Rugai sair de capa caramelo”, disse Anastácio tentando descredenciar o depoimento do vigia que afirmou ter visto Gil na casa onde ocorreram os crimes.
Durante uma hora e meia, os defensores tentaram plantar dúvidas no júri.  “Temos telefonemas que confirmam que Gil não estava na cena do crime. Às 21h54, um vizinho ligou para o motorista no dia do crime para relatar ter ouvido disparos. Às 22h12, Gil no telefone fixo da produtora dele, ligando para ele. Estava a 4 km de distância. Pergunto: Gil estava na cena do crime?”, afirmou o outro advogado de Gil Rugai, Marcelo Feller.

“E às 22h13, o vizinho liga novamente para o vigia perguntando sobre o barulho. E às 22h14, uma mulher chama a PM. Por que os vizinhos só chamaram a PM 44 minutos depois?”, contou tentando provar que seu cliente não estava presente na casa onde Luis Carlos Rugai e Alessandra Troitino.
Acusação
Durante sua fala, o promotor Rogério Leão Zagallo afirmou que o réu “tem dupla personalidade”. “Tangencia entre a normalidade e psicopatia”, disse o representante do Ministério Público (MP). A Promotoria afirmou ainda que Gil Rugai mentiu no júri ao dizer que não sabia que o pai havia trocado as chaves da produtora Referência Filmes. “A Polícia Civil, Gil havia dito no passado que soube dessa troca. Outras testemunhas, funcionários da empresa confirmaram isso”, disse Zagallo.
A tese do promotor é que a troca ocorreu porque o pai de Gil descobriu que o filho fraudou a empresa e não queria ele mais trabalhando nela e morando na mesma casa. Para o MP, Gil matou o casal porque teve medo de seu pai levar adiante a ameaça de denunciá-lo à polícia pelo desvio de dinheiro.
O promotor também questionou os álibis de Gil. O réu afirma que não estaria na cena do crime. “Se assim fosse, a amiga que o viu no Shopping Frei Caneca e a outra pessoa que falou que consertaria o telefone celular dele teriam sido arroladas como testemunhas, mas não foram”.
Outro depoimento apresentado foi o de um funcionário da Referência Filmes, que disse que Gil lhe teria afirmado que gostaria de o pai morto. “Uma funcionária ouviu Gil dizer: ‘eu seria mais feliz se meu pai morresse’”, relatou Zagallo. “Ele também se referiu ao pai como ‘fedido’”.
O objetivo do promotor foi o de tentar traçar o perfil psicológico de Gil. Após isso, começou a comentar as provas do crime, como a arma. (G1.com.br)

O APRESENTADOR ANTÔNIO JÚNIOR, DESABAFA APÓS MUITAS RECLAMAÇÕES SOBRE AS PÉSSIMAS CONDIÇÕES DA SAÚDE NO GOVERNO VON

Nesta manhã de Sexta (22), o apresentador do programa Rota 5, da TV Ponta Negra SBT Santarém, Antonio Júnior, opinando sobre a administração do novo prefeito Alexandre Von, após mostrar diversas denúncias sobre a saúde no município que está um caos.

GESTÃO: TUCANOS E PETISTAS TROCAM FARPAS NO CONGRESSO


SENADORES DISCUTEM SOBRE “HERANÇAS”
Por: GABRIELA GUERREIRO - FOLHAPRESS
Brasília, DF – Senadores do PT e do PSDB deram continuidade ontem à troca de acusações sobre as “heranças” dos governos Lula e Dilma e da administração Fernando Henrique Cardoso. Da tribuna do Senado, petistas afirmaram que o PSDB renega o legado de FHC.
“Não foi o PT que tentou esconder o presidente Fernando Henrique durante o período logo após o governo dele. Fernando Henrique é um líder deste país, é um grande brasileiro, mas o PSDB vai fazer programa de televisão, vai fazer campanha política e não toca no nome dele”. disse o senador Jorge Viana (PT-AC).
Em resposta, o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) disse que as palavras de Dilma ao afirmar que não “herdou nada” representam a “arrogância” dos governos do PT. (Gazeta de Alagoas)

SANTARÉM: A CIDADE ESTÁ ENTREGUE A BANDIDAGEM

SANTARÉM ENTREGUE AOS BANDIDOS
Amanheceu arrombada nesta sexta (22), pelo telhado, a loja HV Modas na esquina da Lameira Bittencourt com a 15 de Novembro. A proprietária desolada, pois paga um aluguel caríssimo, tem funcionários para pagar e compromissos a cumprir, não sabe o que fazer.
Em janeiro assaltaram a loja, ontem de novo e agora com um prejuízo que a proprietária já pensa em fechar o estabelecimento, pela desgraçada sorte de estar nas mãos dos bandidos, canalhas que a polícia santarena faz de conta não existir.
O mais incrível é que durante o dia o centro de Santarém, está cheio de policias coçando o saco, passeando e namorando as funcionárias das lojas, enquanto os bandidos dormem em seus aposentos tranquilos sem nenhum remorso, esperando a noite chegar.
Quando a noite chega os policiais abandonam o centro e vão dormir tranquilos, aí a pilantragem toma conta do centro comercial, todo dia há uma loja visitada pelos canalhas, eu disse todos os dias, de segunda a domingo.
Que merda faz a Associação Comercial, que não exige do Governador Jatene uma ronda policial noturna para coibir os assaltos? Pior foi o assaltante da Loja HV Modas, ter entrado pela loja Super Mix que pertence ao presidente da Associação Comercial de Santarém, para assaltar a loja vizinha – É uma vergonha, desgraça e de mau agouro!  

Há empresas que proíbem funcionários de desligarem o celular nos finais de semana. Você é empregado 24 horas por dia, sete dias por semana, 30 dias por mês.

Ignácio de Loyola Brandão é jornalista, escritor, roteirista de televisão e cronista do jornal O Estado de São Paulo.
Não creio que Ruy Castro se irrite ao ver que entro de carona no seu barco. Esta semana, em sua crônica na Folha, ele se referiu à invasão tecnológica do mundo, concluindo: me incluam fora. Não tem medo de ser chamado de jurássico, assim como não tenho medo de ser considerado anacrônico, por compartilhar ideias. A verdade é que todo esse aparato não me tem feito mais feliz. Assim como não tem acrescentado tanto à vida dos que têm mil aplicativos no celular, os que possuem Instagram, os que acessam internet no meio da rua, no metrô, no táxi, no estádio. Falando em estádio, dia desses, estava no Pacaembu e vi um sujeito com um smartphone (ou o que seja) assistindo a um jogo. Quando percebi, ele estava vendo pela televisão o jogo que se desenrolava ao vivo à sua frente. Fiquei perplexo!
Aliás, este é um tempo de perplexidades. Até o papa deixou o mundo perplexo e os católicos assustados. Ruy disse que o fax foi uma das invenções que mais o encantaram quando surgiu. Depois, veio a decepção, o fax era capaz de tudo, menos de enviar uma pizza. E naquela época os deliverys não faziam parte de nossos hábitos como hoje. Para mim, o encanto veio com o teletipo, ou telex, aparelho que toda redação tinha. Por ele chegavam notícias internacionais, muitas em inglês, porque estavam sendo redigidas no exterior, naquele momento. Um espanto. Nunca me esqueço da tarde de 22 de novembro de 1963, quando o teletipo anunciou que John Kennedy tinha acabado de ser fuzilado em Dallas, Texas. Acho que eram 2 da tarde aqui. Em torno do aparelho juntou um grupo de jornalistas ansiosos, emocionados, assustados. Vivíamos a história enquanto ela acontecia. Aquilo foi espantoso para nós, jovens. Fomos seguindo passo a passo o trabalho da polícia e a tentativa de recuperação de Kennedy no hospital. Finalmente, o anúncio: o presidente foi declarado morto. Aquele momento foi o nosso encontro com a modernidade na imprensa. Continue lendo...

FÓRUM ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO PARÁ TORNA PÚBLICO REGIMENTO INTERNO


REGIMENTO DE FÓRUM ESTADUAL DE EDUCAÇÃO SE TORNA PÚBLICO
O regimento interno do Fórum Estadual de Educação do Pará (FEE) agora é público. A decisão da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está presente na Portaria publicada no Diário Oficial do Estado da última segunda-feira (18).
Entre as atribuições do Fórum, é a participação em todo o processo da política estadual de educação, oferecer suporte técnico e assessoramento aos municípios para a organização de fóruns e conferências de educação. Além disso, é preciso acompanhar a tramitação de projetos legislativos referentes à política estadual de educação e acompanhar o Plano Estadual de Educação e encaminhá-lo à Assembleia Legislativa.
O Fórum Estadual de Educação é composto por dois representantes de órgãos públicos, autarquias, entidades e movimentos sociais. Ao todo, são 33 instituições participantes do fórum incluindo as secretarias de educação em níveis estadual e municipal, universidades públicas e associações variadas. A lista completa com os participantes pode ser conferida no link: www.ioe.pa.gov.br/diarios. As próprias instituições devem fazer atos específicos para nomear seus respectivos representantes.
O primeiro coordenador do Fórum Estadual de Educação será o secretário adjunto de Ensino da Secretaria de Estado de Educação com mandato de quatro anos. A eleição dos próximos coordenadores, com mandato de mesma duração, será realizada em reunião ordinária do FEE. A pauta será publicada, no mínimo, 15 dias antes da data da reunião. As reuniões devem ocorrer na segunda semana de cada mês e são abertas a qualquer cidadão que queira observar as discussões.
Ainda é possível haver mudanças na composição do FEE. Novos órgãos ou entidades poderão ser incluídos desde que tenham amplo reconhecimento público, tenham abrangência e um número significativo de filiados em todo o Pará. Quem quiser participar do FEE, deve encaminhar um ofício à Coordenação do Fórum, no final do semestre (junho e dezembro), justificando a solicitação. (Amazônia – ORM)

APOSENTADO AGORA PODE PEDIR REVISÃO DO VALOR DA APOSENTADORIA, DECIDE STF


APOSENTADOS PODEM PEDIR REVISÃO PARA RENDA MAIS BENÉFICA, DECIDE STF
Débora Zampier - Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta (21), por 6 votos a 4, que os aposentados podem pedir revisão de benefícios já concedidos para obter renda melhor. A revisão pode ser solicitada desde que o marco temporal esteja entre a data do direito adquirido à aposentadoria e o efetivo momento que ela foi requerida, ainda que nenhuma nova lei tenha sido editada no período.
Os ministros analisaram o caso de um beneficiário que poderia ter se aposentado em 1979, mas que continuou trabalhando até 1980. Segundo cálculos feitos posteriormente, ele descobriu que seria melhor ter se aposentado em 1979 e, por isso, entrou na Justiça pedindo a revisão do benefício (entre 1979 e 1980 não houve qualquer alteração na lei). O aposentado também pedia que o cálculo do melhor benefício fosse pago retroativamente em relação às últimas décadas.
O caso começou a ser julgado pelo STF em 2011, sob a relatoria da então ministra Ellen Gracie. Ela atendeu em parte ao pedido do aposentado, liberando o ajuste da data, mas negando o pagamento retroativo. Hoje, foi acompanhada pelos ministros Teori Zavascki, Luiz Fux, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Joaquim Barbosa.
A posição da maioria se firmou na tese de que, uma vez adquirido o direito à aposentadoria, ele pode ser desfrutado no período que seja mais benéfico para o cidadão, regra que já existe na legislação desde 1991.  “Não se trata da questão de desaposentação, da pessoa que se aposenta e, em função de fatos supervenientes, novas contribuições, pretende recálculo para incorporar novas contribuições. Aqui a situação é diferente. O que se pretende é exercer um direito que se adquiriu antes de ser exercido”, explicou Teori Zavascki.
Autor do pedido de vista que interrompeu o julgamento em 2011, o ministro Antonio Dias Toffoli hoje votou contra a concessão do pedido do aposentado. Para o ministro, não há qualquer ilegalidade que precise ser sanada e o segurado teve a liberdade de optar pelo melhor momento de se aposentar. 
Toffoli foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. “Essa decisão joga luz de insegurança sobre o sistema em termos atuariais. Em 2012 estamos discutindo um fenômeno de 1980”, criticou Mendes. (Edição: Fábio Massalli)

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

VEM AÍ COLLOR DE MELO PRESIDENTE 2014 - A VOLTA DO CAÇADOR DE MARAJÁS

FERNANDO COLLOR PODE SE CANDIDATAR À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NAS ELEIÇÕES DE 2014
Depois da festa de comemoração dos 10 anos de poder do PT à frente da Presidência da República, oposição e situação começam a planejar cenários na disputa pela sucessão do primeiro governo da presidente petista Dilma Rousseff. Além das postulações da própria presidente, que disputará a reeleição, do senador Aécio Neves, pelo PSDB, e o projeto nacional do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), uma candidatura chama a atenção: cassado pelo Congresso Nacional em setembro de 1992, o ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTB) e atual senador de Alagoas entra no rol de possíveis candidatos.
De acordo com informações do portal Brasil247, o entusiasmo de Collor decorre de algumas pesquisas reservadas, feitas pelos partidos de forma “discreta”. Em todas elas, seu nome é incluído e reverenciado como um possível candidato. De acordo com estes levantamentos, o ex-presidente teria entre 14% e 16% das intenções de voto, alcançando um universo de 22 milhões de eleitores. O número é maior, por exemplo, dos possíveis candidatos Aécio Neves, Marina Silva e o do governador Eduardo Campos.
“Se a eleição vai ser parecida com a de 1989, com tantas candidaturas, por que não eu?”, disse Collor, que conquistou espaço até na esquerda, a um interlocutor próximo. O senador do PTB recorre a um cenário semelhante ao da primeira eleição presidencial após a redemocratização do páis.
Naquela época, quando disputou sua primeira eleição à Presidência, praticamente todos os partidos lançaram candidaturas próprias. Em 1989, o PT foi com Lula, o PDT com Leonel Brizola e o PSDB com Mário Covas. O ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf, o deputado Roberto Freire, Ulysses Guimarães e Guilherme Afif Domingos também foram candidatos.
Diante deste cenário, ex-presidente analisa o quadro político atual. Alám das candidaturas de Dilma, Aécio, Campos e Marina, há outras possibilidades de “fragmentação”. O senador Cristovam Buarque já pensa em outra candidatura à Presidência da República. O DEM e o PPS, já demonstram que podem trilhar caminhos independentes. Lembrando que o deputado federal Roberto Freire, presidente nacional do PPS, afirmou recentemente que pode concorrer, novamente, ao Executivo nacional. (Diário de Pernambuco)

EM MANAUS A FISCALIZAÇÃO ESTÁ A TODO VAPOR, E EM SANTARÉM?


SMTU APREENDE VEÍCULOS IRREGULARES NA ZONA NORTE DE MANAUS FAZENDO TRANSPORTE ESCOLAR
Nas últimas 24 horas três kombis e uma van foram apreendidas na Zona Norte da cidade, realizando condução escolar sem estarem devidamente cadastradas no órgão, para a realização do referido serviço. 
ACRITICA.COM
Dois veículos que atuavam irregularmente oferecendo serviços de transporte escolar foram apreendido nesta quinta-feira (21), no bairro Novo Israel, na Zona Norte de Manaus, por uma equipe de fiscalização da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU).
De acordo com o diretor de transportes urbanos do órgão Waldir Frazão, os dois veículos estavam sem cadastro na SMTU, para operar no transporte escolar.
Nessa quarta-feira (20), outros dois veículos também foram apreendidos na Zona Norte, nas mesmas condições, totalizando três kombis e uma van.
“Eles justificam que estão trabalhando, mas para exercer os serviços devem estar cadastrados na SMTU, do contrário estão irregulares”, observa Frazão a respeito das alegações feitas pelos donos dos veículos apreendidos.
As kombis e a van foi levadas para o parqueamento da SMTU, no bairro de Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, e segundo Waldir os veículos só deverão ser liberados após o pagamento da multa de 30 mil UFMs (Unidade Fiscal do Município) equivalente a R$ 2.300, para cada um dos carros apreendidos.
Ainda de acordo com ele, caso os veículos sejam novamente apreendido, o valor da multa duplica.
BALANÇO
Desde o início do no letivo, mais de 20 veículos que atuam no transporte escolar já foram apreendidos pela SMTU.
A maioria por não apresentarem cadastro no órgão, para exercer a referida atividade.
Até o final da tarde desta quinta-feira, segundo Waldir Frazão, a SMTU deve fechar um balanço com dados das fiscalizações realizadas pelo órgão, tendo como alvo o transporte escolar. (A Crítica)

O saco plástico do capitão Nascimento funciona, e foi a tortura que revelou o paradeiro de Bin Laden

Contardo Calligaris é psicanalista, doutor em psicologia clínica e ensaísta e já escreveu diversos livros, entre eles "Crônicas do Individualismo Cotidiano".
A TORTURA tem, no mínimo, três fins não excludentes: 1) tortura-se pelo prazer enjoativo de quem tortura ou de quem assiste à tortura; 2) tortura-se para que um acusado confesse seu crime; 3) tortura-se para que um acusado revele a existência de um complô, os nomes de seus cúmplices etc. Será que a tortura consegue tudo isso?
1) Para satisfazer o desejo doentio do torturador, a tortura funciona, sempre.
2) A Igreja Católica, por séculos, torturou pecadores para que admitissem seus pecados e, sobretudo, torturou heréticos para que confessassem suas teologias desviantes.
Essa tortura era tão violenta quanto a que fora praticada contra cristãos na época das perseguições, mas o desfecho era diferente. Os mártires cristãos eram torturados para eles renunciarem à religião, e, às vezes, se abjurassem, o suplício era suspenso. Os heréticos eram torturados pela Inquisição para confessarem sua heresia, mas, em geral, a "confissão" não evitava uma morte excruciante.
Será, então, que a tortura funciona para arrancar confissões?
Se você for pai, faça a experiência. Seu filho (ou filha) fez uma besteira comprovada, sem sombra de dúvida, mas você não se contenta em aplicar uma punição e quer que a criança confesse. Se ela reconhecer sua culpa, aliás, a confissão valerá como uma atenuante, enquanto que, se ela insistir em negar o que fez, a mentira será infinitamente mais repreensível do que a besteira inicial. Continue lendo...

PASTOR SEXUAL: FAZIA SEXO COM AS FIÉIS PARA SALVAÇÃO ETERNA, MAS SÓ COM AS MAIS BONITAS

FALSO PASTOR PURIFICAVA ADOLESCENTES PELO SEXO
Por Holanda
Gilmar de Jesus Assunção, que se passava por pastor evangélico, foi preso por  abusar  de adolescentes, que prometia purificar pelo sexo. O caso foi registrado no  município de Apuí, a 543 km de Manaus. Duas mulheres, de 18 e 14 anos, sofreram abuso,  mas a polícia suspeita que o número de vítimas seja maior.
Veja também: 
O Delegado do 71º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Robson James dos Reis Silva, disse que o suposto missionário foi preso após a mãe das vítimas denunciar o caso. Gilmar  confessou que se passava por missionário de uma igreja evangélica para aliciar as garotas e induzi-las a manterem relações sexuais com ele para supostamente serem purificadas. A polícia está investigando se o homem fez outras vítimas no local.
De acordo com o delegado, o suposto pastor já havia sido preso pelo mesmo crime em Sena Madureira, município do Acre, mas foi solto por falta de provas. (Portal do Holanda)

LULA ENCARA FHC E DIZ QUE O PT REELEGE DILMA EM 2014


LULA REBATE FHC: 'ACEITAMOS COMPARAÇÃO ATÉ SOBRE CORRUPÇÃO'
Portal Terra
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu as palavras do tucano Fernando Henrique Cardoso, que criticou a comemoração dos dez anos do PT no governo federal afirmando que "comparação era coisa de criança". Em resposta ao também ex-presidente da República pelo PSDB, Lula disse que aceita comparação até mesmo sobre corrupção, lembrando do escândalo do mensalão.
"Vi o FHC nervoso, falando que era coisa de criança, que o PT não cresceu. Eu descobri que só o fato de passar oito anos dizendo 'nunca antes na história desse país', eles ficam nervosos. Aceitamos comparação. Não temos medo de comparação, inclusive comparação em debate sobre corrupção. A diferença nesses dez anos qualquer um sabe. Digo de cara limpa, olhando para a TV e para vocês. Duvido que tenha na história do País alguém que criou mais instrumentos para combater a corrupção como nós", disse Lula.
O ex-presidente respondeu também ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), que, em seu discurso, citou os "13 erros do PT" nos dez anos de governo. "Quero dizer que a resposta que o PT deve dar a eles é dizer que eles podem se preparar, podem juntar quem quiserem. Se eles têm dúvida, vamos dar como resposta a reeleição da Dilma em 2014. É essa a consagração da política do PT", afirmou Lula.
O petista lembrou ainda que, em seus oito anos de governo, mesmo antes de lançar novos planos de governo, as críticas já apareciam. "Cada coisa que fazíamos para os pobres havia sempre um 'pseudocientista' político, que aparecia falando que não ia dar certo, falando que era assistencialismo, populismo e que iria ensinar o povo a virar vagabundo", lembrou o ex-presidente.
Lula disse ainda, entre várias críticas aos tucanos, que logo que assumiu a presidência, em 2002, tinha a preocupação de que seu governo fosse um "fracasso", mas que a experiência de três derrotas em eleições fez com que o sucesso viesse.
"Quando se é oposição, a gente faz com que tudo pareça ser pior. É só ver os tucanos agora. Mas será que meus amigos do PT querem que eu seja presidente? Era o que eu pensava. Que desgraça é essa que me elegeram para uma coisa que não vai dar certo?", contou Lula, arrancando risadas da platéia e dos governantes presentes. "Agradeço ter perdido três eleições, aprendemos muito mais com isso. Imagina se eu não tivesse experiências?", completou.
Lula comentou também sobre o tempo de governo do PT, que, para ele, é pouco para mudar a história do País. "Mas, em 10 anos, podemos dar sinais extraordinários de que precisamos acreditar cada vez mais que a palavra 'impossível' é apenas para os que não têm projeto e perseverança", disse.
Sob os aplausos da platéia, Lula encerrou dizendo que gostaria que o encontro e a comemoração dos 10 anos do PT no governo fossem diferentes. "Imaginava que tínhamos que ter sentado e colocado o povo para desfilar falando, para ouvir o que eles sentiram, porque, quando falamos aqui, falamos do que fizemos, mas é muito mais prazeroso ouvir falarem o que significou pra eles", completou. (Jornal do Brasil)

MAIS MILHÕES NOS COFRES DO PARAZINHO


PARÁ RECEBE 200 MI DA LEI KANDIR
O Pará recebeu parte da compensação devida pela União aos estados exportadores por causa da chamada Lei Kandir. Serão quase R$ 200 milhões repassados ao Estado e a municípios paraenses a partir da promulgação da Medida Provisória 585/2012, aprovada ontem, 20, em votação simbólica, pelo Senado Federal. A MP destina ao todo R$ 1,95 bilhão para recompensar perdas de arrecadação. Os estados mais recompensados serão: Minas Gerais (24,8%), Mato Grosso (12,1%) e Pará (10%)
Apesar de ter sido aprovada somente nesta quarta, a União já havia repassado a estados e municípios o montante devido. Do valor total, os estados ficarão com 75%, o equivalente a R$ 1,46 bilhão, e os municípios ficarão com o restante, ou seja, R$ 487 milhões. O rateio do recurso é definido pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), órgão que reúne os secretários estaduais da Fazenda de todo o País. 
O tributo é uma das principais fontes de arrecadação estadual e, por isso, o governo federal envia repasses aos estados e municípios para reduzir as perdas geradas pela isenção, criada pela Lei Kandir em 1996.
Os parlamentares acataram parecer do relator da matéria, o líder do PTB na Casa, Gim Argello (DF), que manteve inalterado a proposta aprovada pela Câmara dos Deputados no início de dezembro do ano passado. No seu parecer, Gim Argello destacou que os repasses são feitos desde 2004. (Diário do Pará)

A DITADURA IDIOTA, AOS POUCOS ESTÁ SENDO DESMASCARADA


DOCUMENTOS DO SNI MOSTRAM COMO A DITADURA MILITAR VIGIAVA FUNCIONÁRIOS DA PETROBRAS
Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil
Brasília - A Comissão Nacional da Verdade (CNV) recebeu da Petrobras mais de 400 rolos de microfilmes, além de microfichas e documentos textuais. De acordo com a CNV, o material produzido por uma divisão do Serviço Nacional de Informações (SNI), que funcionava dentro da empresa, ajudará a entender como o regime militar monitorava os trabalhadores da empresa.
O acervo reúne informações que abrangem o período de 1964 a 1985. A CNV determinou o recolhimento dos documentos. Parte do material foi transportada para o Arquivo Nacional onde se concentra toda a documentação recebida pela comissão. De acordo com a CNV, em um primeiro lote de documentos, composto por 53 rolos de microfilme, encontram-se fichas de controle de investigação político-social produzidas pela extinta Divisão de Informações do SNI, conhecida como ASI/Petrobras.
Ainda segundo a CNV, a atividade da ASI/Petrobras se concentrava no monitoramento das atividades e movimentações de funcionários da estatal. Aparentemente essas informações eram usadas para impedir promoções de trabalhadores considerados subversivos.
Uma equipe da CNV vai analisar o restante do acervo: mais 373 rolos de microfilmes, uma quantidade de microfichas ainda não quantificada e grande documentação textual em papel. (Edição: Aécio Amado)

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

RENAN ACHA NORMAL MANIFESTO NA INTERNET

EM NOTA, RENAN COMENTA MANIFESTO NA INTERNET E APONTA DESAFIOS DO SENADO
O presidente do Senado, Renan Calheiros, comentou, em nota oficial, o manifesto na internet que pede a sua saída do cargo. No texto, ele diz que o movimento é "lícito e saudável" e "indica que a sociedade quer um Congresso mais ágil e preocupado com os problemas dos cidadãos".
Veja a íntegra da nota:
"A mobilização na Internet é lícita e saudável, principalmente, entre os jovens. Fui líder estudantil, todos sabem, e também usei as ferramentas da época para pressionar. O número de assinaturas não é tão importante quanto a mensagem, o que importa é saber que a sociedade quer um Congresso mais ágil e preocupado com os problemas dos cidadãos. E assim o será.
O Congresso Nacional vai trabalhar para garantir o maior desenvolvimento do Brasil. Vou conversar na segunda-feira com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, para que possamos colocar em votação as matérias necessárias ao crescimento do país, de forma sustentável e duradoura.
Temos que tornar o Brasil mais fácil, fazer a reforma tributária, política, propor medidas de combate à criminalidade, enfrentar a questão dos vetos.
Do ponto de vista administrativo, teremos no Senado uma gestão austera, com corte de gastos, transparência e o fim da redundância de estruturas.
Vamos convidar o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, para avaliar como, juntos, poderemos ajudar a economia do país, ajudar na geração de empregos e renda e afastar o fantasma da inflação.
Nas últimas décadas, o Brasil avançou bastante nos conceitos modernos, ganhamos prestígio internacional. E o Congresso Nacional teve papel decisivo nesse processo. Não podemos recuar no tempo e abrir mão dos avanços conquistados.
Renan Calheiros
Presidente do Senado Federal

É o “wei qi” de que falamos aqui outro dia: vale tudo para cercar os adversários e impedir que eles caminhem pelo tabuleiro. Por enquanto, Dilma tem a vantagem. Mas o jogo está mal começando.

Denise Rothenburg é Jornalista, formada pela UnB, já trabalhou na Folha de S.Paulo e em O GLOBO e agora no Correio Braziliense. 
Em política já se viu de tudo. Exceto agendas políticas tão coincidentes quanto as de hoje e de ontem. O fato de a presidente Dilma Rousseff aproveitar a véspera do encontro do PT em São Paulo para anunciar a ampliação do Programa Bolsa-Família é um desses casos em que a coincidência não existe. Poderia ter escolhido qualquer dia deste mês. Mas… Bingo! Preferiu a véspera da festa partidária, em que poderá dizer que todos os passos para acabar com a pobreza extrema e garantir uma renda mínima a todos os brasileiros já foram dados pelo governo petista.
A oposição se zangou e não foi para menos. É dever do governo e da sociedade como um todo trabalhar em prol da melhoria das condições de vida para todos os brasileiros. Mas convém fazer isso como instrumento social, e não partidário. Ontem, o senador Aloysio Nunes Ferreira, líder do PSDB no Senado, lembrou por exemplo, que os números caminham ao sabor do vento dentro do governo. Primeiro, foram 36 milhões retirados da pobreza no governo Lula. O IBGE identificou 16,2 milhões na pobreza extrema, que foram contemplados com o programa Brasil Sem Miséria. Só aí seriam 52,2 milhões. Agora, vêm mais 2,5 milhões para inclusão no programa. A ideia é garantir um mínimo de R$ 70 para cada brasileiro.
Ou seja, quanto mais o governo acaba com a pobreza, mais pobres aparecem para que novos programas — ou ampliações dos já existentes — sejam anunciados. Especialmente esse de ontem, na boca do caixa eleitoral, ou seja, da festa do PT para comemorar seus 10 ano de governo e apagar as velinhas pelos 33 anos do partido. Não por acaso, o pré-candidato a presidente pelo PSDB, Aécio Neves, irá à tribuna do Senado fazer seu pronunciamento. Não quer deixar essa grande tacada petista solta, sem um contraponto.
Quer a oposição goste ou não, os petistas têm hoje a faca e o queijo na mão para usar ao seu bel prazer. Assim como o governo Sarney postergou os ajustes no Plano Cruzado — e Fernando Henrique Cardoso assinou as primeiras cédulas de real quando ainda era ministro da Fazenda —, o governo Dilma-Lula amplia o Bolsa Família ou aumenta seus valores de forma a cair como uma luva justamente no mês do aniversário do partido. Continue lendo...

DEPUTADO SANTARENO LEMBRA FEITO HISTÓRICO DE ALMIR GABRIEL PARA OS SANTARENOS

DEPUTADO NÉLIO AGUIAR PMN PRESTA HOMENAGEM A ALMIR GABRIEL
O deputado Nélio Aguiar PMN, fez nesta terça (19) na Assembleia dos Deputados em Belém, referências ao Tramoeste, linhão de Tucuruí trazido para Santarém pelo ex-governador Almir Gabriel que morreu na terça feira (19 de fevereiro de 2013).
Santarém passava na época por problemas graves de racionamento de energia, falhas na distribuição pela Hidrelétrica de Curuá Una, fez com que a cidade passasse por um longo período de apagões, foi então que Almir Gabriel solucionou o problema, trazendo o Tramoeste para Santarém, lembrou o deputado.
Almir governou o Pará de 1995 a 2003, foram oito anos no comando do estado com muitas realizações importantes para os paraenses, incluindo aí, a Alça Viária, ponte que liga Belém ao restante dos municípios do estado, obra importante de integração regional. (Espalha Brasa)

AMEAÇA CONTRA JORNALISTA PODE VIRAR CRIME FEDERAL

GRUPO DE TRABALHO INVESTIGARÁ AMEAÇAS A JORNALISTAS
Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil
Brasília - As ameaças aos jornalistas Mauri König e André Caramante foram debatidas nesta terça (19) durante a primeira reunião do Grupo de Trabalho (GT) sobre Direitos Humanos dos Profissionais de Jornalismo. Recentemente, os jornalistas foram obrigados a deixar o país devido a ameaças sofridas no exercício da atividade profissional.
Criado no final de 2012, o grupo de trabalho tem por objetivo analisar denúncias de violência e ameaças sofridas por profissionais de comunicação. Ele é vinculado ao Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH).  Inicialmente o GT deve acompanhar perto de 50 casos envolvendo ameaças e assassinatos de jornalistas no Brasil.
Caramante e König falaram sobre as ameaças sofridas por eles e defenderam a necessidade de federalização dos crimes cometidos contra jornalistas. Eles argumentaram que a investigação dos crimes geralmente sofre interferência, em razão de interesses locais que inviabilizam a prisão dos responsáveis, por isto a necessidade de que as investigações ocorram em nível federal. Políticos e agentes de segurança pública foram citados como responsáveis por interferir nas investigações.
“Existem pressões do poder local que dificultam as investigações. Muitos casos acabam caindo na impunidade e é essa sensação de impunidade que faz com que os agressores sejam reincidentes. Em boa parte dos casos, os agentes públicos ou pessoas a mando desses agentes são quem promovem as ameaças e violências contra os jornalistas. No meu caso e do Caramante foram os agentes de segurança”, disse König.
Depois de publicar reportagens sobre corrupção na Polícia Civil do estado do Paraná, König, que trabalha no jornal paranaense Gazeta do Povo, passou a receber ameaças de morte. Por medida de segurança, ele e a família estão em local desconhecido.
Caramante, que é repórter do jornal Folha de S.Paulo, escreveu reportagens sobre a atuação do coronel reformado da Polícia Militar (PM) Paulo Telhada. Eleito vereador em São Paulo em 2012, Telhada é ex-comandante da Rota, grupo de elite da PM paulista. Depois da publicação das reportagens, Caramante começou a receber ameaças de morte, que incluíam também seus parentes. Continue lendo...

PESQUISA MOSTRA QUE CACHAÇA É A CULPADA POR PORRADA EM CASA E MORTES NO TRÂNSITO

UMA EM CADA CINCO VÍTIMAS DO TRÂNSITO ATENDIDAS PELO SUS ESTAVA SOB EFEITO DE ÁLCOOL
Aline Leal - Repórter da Agência Brasil
Brasília – Levantamento do Ministério da Saúde divulgado nesta terça (19) mostra que uma em cada cinco vítimas de acidente de trânsito atendidas nos prontos-socorros do país estava sob efeito de bebida alcoólica. A pesquisa, cujos dados são referentes a 2011, aponta ainda que as pessoas alcoolizadas estão mais sujeitas a hospitalização e a morte em decorrência do acidente.
O estudo também concluiu que 49% das vítimas de agressões haviam consumido álcool quando foram agredidas. Para o ministério, isso mostra que a ingestão de álcool não está relacionada só ao agressor As principais vítimas são homens com idade entre 20 e 39 anos. O Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, acentuou que 58,3% das vítimas de violência do Distrito Federal haviam consumido álcool, a maior proporção do país.
Segundo o levantamento, 22,3% dos condutores, 21,4% dos pedestres e 17,7% dos passageiros envolvidos em acidentes tinham sinais de embriaguez ou confirmaram o consumo de álcool. As maiores vítimas de acidentes também estão entre 20 e 39 anos de idade.
A pesquisa também mostra que 54% dos homens que sofreram violência e 24,9% dos que sofreram acidente de trânsito estavam alcoolizados, enquanto entre as mulheres os números foram, respectivamente, 31,5% e 10,2%
Padilha acentuou que  40% das vítimas de acidente de trânsito e 28% das vítimas de violência têm de 9 a 11 anos de escolaridade. “A imagem de que a vítima de violência associada ao álcool é algo presente apenas em população de baixa renda e com baixa escolaridade não se sustenta com esses dados”, disse.
Para o ministro, o resultado traz informações novas sobre as consequências que as mortes associadas ao álcool trazem ao país. “Estamos perdendo vítimas não só em uma faixa extremamente produtivas, mas também com grau de instrução extremamente qualificado”, explicou.
O estudo, que faz parte do Sistema Vigilância de Violências e Acidentes (Viva) do Ministério da Saúde, foi feito em 71 hospitais públicos de urgência e emergência em 2011 e mostra que o consumo de álcool tem forte impacto nos atendimentos de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS). A pesquisa ouviu 47 mil pessoas em todas as capitais e no Distrito Federal.
De acordo com o ministro da Saúde, em 2011 foram investidos R$ 200 milhões na internação de vítimas de acidentes de trânsito, “sem contar com reabilitação e com segunda cirurgia, muito frequentes em vítimas de acidentes”. (Edição: Davi Oliveira)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

VEREADOR SILVIO NETO PSD, É DESTAQUE NA CÂMARA DE SANTARÉM

VEREADOR COBRAVA MAIS SEGURANÇA, NO MOMENTO EM QUE OCORRIA UM ASSALTO COM REFÉNS EM SANTARÉM
Na 1ª sessão ordinária na Câmara Municipal de Santarém, nesta terça feira (19) de fevereiro, com a presença dos 21 vereadores - Silvio Neto PSD, cobrava mais segurança das autoridades estaduais, pois a cidade está totalmente desprotegida.
Foi levantado também que são destinados apenas 15 litros de gasolina pelo Governo do Estado, para cada viatura rodar 24 horas, as condições de trabalho dos policiais são subumanas, alguns utilizam seus próprios veículos, expondo seus pertences na captura de meliantes.
A sessão começou a esquentar com apartes de outros vereadores, quando Silvio Neto, após ser informado; deu um alarde no plenário, dizendo que naquele momento estava acontecendo, um assalto com reféns no bairro do Caranazal, coisa inacreditável.
Foi então que os vereadores se manifestaram a favor de um pacto contra a violência, para cobrar mais segurança através de um documento da Casa, que o presidente da Câmara deve entregar ao Governador do Pará que desembarca em Santarém no dia 28 de fevereiro.
Silvio Neto PSD se destacou dos demais, pois foi como se tivesse interagindo, naquele instante, com o caos que impera a segurança pública no município de Santarém, é que nos últimos dias, os assaltos tem sido constantes na cidade, inclusive com vítimas fatais.

BLOGUEIRA ESTRANHOU PROTESTO DE COMUNISTAS - COM RAZÃO, EM CUBA NÃO EXITE, PROTESTOU LÁ É PAREDÃO

YOANI SÁNCHEZ VÊ "TERRORISMO' EM PROTESTOS NO BRASIL


Rio de Janeiro - A dissidente cubana Yoani Sánchez considerou nesta terça-feira (19), uma estratégia "terrorista" a ação dos militantes comunistas que ontem à noite impediram a projeção do documentário "Conexão Cuba-Honduras", em um evento no qual ela estava presente, em Feira de Santana (BA).
"Os gritos, os insultos, foi como se tivessem sido orquestrados por terroristas. Eu sou uma pessoa pacífica, e trabalho com o verbo, com a fala, não tinha porquê tanta agressividade", manifestou hoje a autora do blog "Generacion Y" em entrevista coletiva na cidade do sertão baiano.
A apresentação do documentário, assinado pelo cineasta Dado Galvão, e no qual Yoani é uma das entrevistadas, foi suspensa ontem à noite depois que cerca de 50 simpatizantes do regime cubano entraram no salão do Museu Parque do Saber, onde acontecia o evento, para repreender a blogueira com gritos de "Viva a revolução!" e "Cuba sim, ianques não".
O senador Eduardo Suplicy (PT), que participava do ato, tentou em vão ser mediador entre os manifestantes e a blogueira, que só conseguiu tomar a palavra por alguns minutos em um improvisado debate sobre o regime cubano.
"O que pude ver e questionar no debate foi que eles (os manifestantes) não leem o que eu escrevo no meu blog", acrescentou Sánchez na entrevista coletiva à qual compareceu escoltada por policiais.
Os protestos durante a apresentação do documentário foram os mais fortes que Yoani presenciou até agora no Brasil, já que a jornalista também foi recebida ontem com manifestações contra nos aeroportos das cidades de Recife e Salvador.(Exame.com)

MORRE EX-GOVERNADOR DO PARÁ, FAMOSO PELO MASSACRE DE ELDORADO DE CARAJÁS

POLÍTICO LUTAVA CONTRA PROBLEMAS DE SAÚDE DESDE 2008
Faleceu, na manhã desta terça-feira (19), o ex-Governador do Estado, Almir Gabriel. O local do velório do ex-governador ainda está sendo decidido pelo Cerimonial do Governo do Estado. O sepultamento será no túmulo da família Gabriel, em Castanhal, nordeste paraense, município de origem do ex-governador.
Desde o ano de 2008, Almir Gabriel passou por várias internações, tanto em São Paulo, onde residia, quanto em Belém, para onde voltou depois dos problemas de saúde. Ex-fumante, ele lutava contra problemas respiratórios em consequência de longos anos de uso do cigarro.
Em 2009, ele voltou a morar em Belém, onde continuou seu tratamento. A última internação aconteceu na semana passada, no Hospital Geral da Unimed. Nos últimos dias houve uma piora em seu quadro respiratório, sendo transferido para Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital.
Carreira - Almir Gabriel já foi prefeito de Belém, senador constituinte, Governador do Pará por duas vezes e uma das maiores lideranças políticas do Estado. Sem mandato há seis anos, ele era filiado ao PTB. (Redação Portal ORM)

Tendo sido importante, a memória dela se conecta com praticamente todas as vivências do filho

Francisco Daudt é médico e psicanalista. Carioca, é autor de seis livros, entre eles "Onde Foi Que Eu Acertei?".

Aparecem notícias de que um cientista russo foi queimando neurônio por neurônio no cérebro de um paciente que queria se livrar das memórias de sua mãe que o atormentavam. Finalmente, bingo, o paciente nem sabia mais que havia tido mãe! O cientista queimara o "neurônio-chave" da lembrança de mãe.
Todo o meu prezado ceticismo veio à tona ao ler essa notícia. Um neurônio para mãe?
Mas... Que mãe? Sua mãe da infância, da adolescência ou a atual? A que o atormentou e a que o encantou? A que ele comparava com inveja com a mãe de seus colegas? A que o levava ao colégio ou a que o esquecia lá? A que usava Joy do Jean Patou nos anos 50 e passou para Diorissimo, nos 60? A que pedia que ele a ajudasse a abotoar a cinta? A que o espancava com o cinto? A que o seduzia e depois o abandonava? A chantagista emocional? A mãe idealizada que convive em todos nós? O ódio dela que ele cultivou por anos? Os mil ressentimentos entrelaçados em suas relações com as mulheres e com a vida?
O próprio conceito de mãe, maternidade, instinto materno, vocação maternal, matriz, a mãe gentil dos filhos deste solo, língua-mãe, "mater ecclesiae", Santa Maria, mãe de Deus, "alma mater", matriarcado, o indissociável conceito de filho, filial/matriz, mamãe, mamãe, o avental todo sujo de ovo, o churrasquinho de mãe, do Teixeirinha ("O maior golpe do mundo que eu tive na minha vida foi quando, com 12 anos, perdi minha mãe querida" -veja no YouTube, se você não conhece), "Minha nossa (senhora)!", mãe em outras línguas, "motherfucker", mãe das águas Iemanjá, "É a mãe, seu...!", matricídio?
Uma coisa é certa: essa mãe foi de uma importância enorme na vida do sujeito/objeto dessa experiência, senão ele nem iria pensar nela -quanto mais se sujeitar a um procedimento tão arriscado. Tendo sido importante, sua memória se conecta com praticamente todas as vivências que ele teve, através de vários graus de separação (diz-se que estamos ligados a quase todas as pessoas do planeta por até seis graus de separação: minha mãe conheceu Hitler em Berlim, na Olimpíada de 1936, logo, estou ligado a ele por dois graus, e por aí vai).
Se assim é com pessoas, que dirá com memórias. Uma puxa a outra porque se vinculam pelas conexões neuronais, numa rede gigantesca.
Freud dizia que se poderia reconstituir a vida inteira de uma pessoa a partir de um único sonho. Ele vislumbrou o que era a rede neuronal e a complexidade que ela tem, muito antes da neurociência e das ressonâncias magnéticas funcionais.
Eis porque não acredito na experiência do russo. A menos que ele esteja a reproduzir o feito que deu ao português Egas Moniz, em 1949, o primeiro prêmio Nobel que seu país recebeu: a invenção da lobotomia como método de tratar violentos incuráveis (e transformá-los em vegetais ambulantes). Seria a única maneira de erradicar a memória de mãe numa pessoa para quem ela fez diferença (para o bem ou para o mal, não importa).
Um caso típico de, como no antigo ditado, "jogar fora o bebê junto com a água do banho".

VEREADORES DO PARAZINHO VÃO PEGAR UM APERTO POPULAR NESTA TERÇA (19)

PROTESTO CRITICA AUMENTO DO SALÁRIO DOS VEREADORES
Entidades sindicais, estudantis e populares vão fazer uma manifestação, nesta terça (19) de manhã, em frente à Câmara Municipal de Belém, contra o aumento do salário dos vereadores anunciado nos últimos dias. O reajuste proposto está na casa 62,5%, o que elevará o salário dos parlamentares ao valor de R$ 15.031,76.
Durante o protesto, os manifestantes pretendem lavar a calçada da câmara para simbolizar a necessidade de se combater a corrupção e os privilégios que são estabelecidos com dinheiro público.
A mobilização está marcada para ter início a partir de 9 horas. O movimento já prepara um abaixo-assinado e um calendário de mobilizações para pressionar o legislativo municipal a desistir do reajuste.
(DOL com informações de assessorias)

COMEÇA A FUNCIONAR ELETRONICAMENTE A 17ª VARA DO TRABALHO DE BELÉM


TRT INAUGURA A 17ª VARA DO TRABALHO DE BELÉM E O PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO 
Na manhã desta segunda (18), o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª região - Pará e Amapá (TRT8) inaugurou a 17ª Vara do Trabalho de Belém. A cerimônia de inauguração contou também com a instalação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJE-JT), que vai funcionar tanto na 17ª quanto na 16ª varas. "É uma providência nacional que pretende reduzir a quantidade de autos físicos. O acúmulo de papel é altamente prejudicial em todos os sentidos", ressaltou a presidente do TRT da 8ª Região, desembargadora Odete de Almeida Alves.
De acordo com informações do órgão, 70.950 processos deram entrada em Belém no ano de 2010. Em 2011, esse número subiu para 74.800 e, ano passado, para 81.016. Com o ato de ontem em Belém, todas as capitais do Brasil passam a ter o Processo Judicial Eletrônico em operação. Diretor da Secretaria de Tecnologia e Informação do TRT, Marco Aurélio Fidelis Rego explica que desde ontem todas as ações que derem entrada na Justiça do Trabalho em Belém devem ser autuadas pelo PJE, como já funciona em Ananindeua, Castanhal e Macapá.
Para utilizar o novo sistema, os advogados devem possuir certificado digital junto à autoridade certificadora, como Caixa, Serasa ou Certsing. Essas entidades emitem a assinatura eletrônica. "O sistema promete agilidade na tramitação do processo, uma vez que será tudo eletrônico. Todo o procedimento será via internet, desde a petição inicial, ou seja, a reclamação trabalhista", explicou Marco Aurélio. Secretário-geral da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará (OAB-PA), Jader Kahwage disse que para a categoria o novo sistema deve melhorar o trabalho, acelerar a tramitação do processo e representa economia de despesa, na medida em que não utiliza papel.
Varas - No ano passado, foi aprovada a instalação de 11 novas varas trabalhistas. A 17ª é a primeira a ser criada desde então. Estão previstas outras duas em Belém, duas em Marabá, duas em Parauapebas, uma em São Félix do Xingu e três em Macapá.
A presidente do TRT da 8ª Região informou que pretende instalar a 18 e 19 na mesma data, mas ainda não há uma previsão. É preciso ainda solucionar algumas pendências, como adequação de espaço físico para esses trabalhos e contratação de servidores públicos mediante concurso. A expectativa é que pelo menos em Macapá as providências possam ser resolvidas ainda essa semestre. (Amazônia – ORM)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...