sábado, 17 de agosto de 2013

CHIFRE DE SCHEILA PODE DAR PRO TOBA DA RICARDONA

SCHEILA CARVALHO DECIDE PROCESSAR AMANTE DE TONY SALLES
Scheila, Tony e o advogado que vinha defendendo o cantor e que agora representa também a ex-dançarina tiveram uma reunião demorada e decidiram entrar na Justiça contra Kamyla
De acordo com informações publicadas no jornal "O Dia", a ex-dançarina do grupo "É o Tchan" Scheila Carvalho decidiu processar a empresária Kamyla Simioni, que durante o período de confinamento da ex-dançarina no reality show A Fazenda 6, da Record, divulgou fotos em que aparece trocando beijos e carinhos com Tony Salles.
Nesta quinta-feira (15), Scheila, Tony e o advogado que vinha defendendo o cantor e que agora representa também a ex-dançarina tiveram uma reunião demorada e decidiram entrar na Justiça contra Kamyla.
Segundo o advogado Marcos Rogério Ferreira, ele agora tem uma procuração de Scheila, que está protegida por uma medida cautelar que impede que a empresária fale o nome dela. Ferreira informou ainda que seus clientes pretendem mover uma ação indenizatória contra Kamyla. O advogado falou apenas sobre as questões jurídicas e disse que não estava autorizado a comentar a vida pessoal de Scheila e Tony, mas afirmou que em breve o casal deve se pronunciar. (O Dia- A Crítica)

Dependência é um problema de saúde pública, tráfico é um caso de polícia. De uma polícia competente e honesta.

Rosiska Darcy de Oliveira é carioca, pesidente-executiva do Rio como Vamos, escritora e jornalista. 
O tráfico de drogas, essa próspera e diabólica multinacional, se alicerça em uma premissa simples: conquistar consumidores tornando as pessoas dependentes, destruindo-as, reduzindo a zero seu poder de decisão e transformando-as em clientes cativos de um mercado ilegal.
Quem tem em casa um dependente de drogas conhece o calvário em que mergulham a vítima e a família devastada. Daí o medo e o silêncio das famílias e o horror da sociedade. Só que o medo nunca foi bom conselheiro. Inspira as reações mais disparatadas e ineficazes, ainda que humanamente compreensíveis. Na ausência de debate, o silencio congela as soluções.
Um homem chamado José Júnior, sem medo, fez aposta inversa à do tráfico: é possível reconstruir uma pessoa, mesmo um ex-traficante, dar-lhe uma segunda oportunidade, oferecendo-lhe um sentido para a vida. Não há maior desafio à lógica implacável do tráfico. Não por acaso a sede do AfroReggae, no Complexo do Alemão, foi metralhada, e todos que estimam seu fundador temem pela sua segurança. O maior mérito de José Júnior terá sido demonstrar que a luta contra o tráfico vai muito além da óbvia ação policial.
Em boa hora nasceu e está crescendo na sociedade um movimento espontâneo em defesa da vida de José Júnior e da política de pacificação que vem se mostrando preciosa para a o Rio, libertando os territórios ocupados. Para que as UPPs continuem sendo portadoras de esperança é essencial que a polícia esclareça o que aconteceu com Amarildo Dias de Souza, prestando contas à sua família e a nós todos. Desaparecimentos e mortes obscuras nos remetem aos tempos de pesadelo que precederam a pacificação. Continue lendo...

Leia a Coluna do Jorge Bastos o Nhenhenhém, está ótima

Jorge Bastos Moreno é comentarista político escreve a coluna Nhenhenhém em O Globo e mantém o blog Rádio do Moreno no portal globo.com - natural de Cuiabá (MT). É formado em Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB/DF).
Dilma explode com Padilha - Se alguém escrever que Dilma e Lula não estão mais afinados como antes, um dos dois vai repetir a ladainha de sempre: “Erra quem aposta...!” Então, vamos ao que De Gaulle considerava a maior autoridade da política: o fato. Tanto que se referia a ele reverencialmente: “Sua Excelência o Fato ”. O fato é que Lula, recentemente, resolveu passar por cima do PT e da Dilma, e decidiu que Padilha será o candidato ao governo de SP . Como Lula não consultou a Dilma para saber o que ela achava disso, o ministro também achou que não devia. Dilma, na extrema paciência de devedora, tentou engolir mais essa. Mas não conseguiu. Chamou Padilha e disse: —A sua prioridade é a implantação do programa Mais Médicos, não a campanha. Se a sua campanha colocar em risco o programa, não tenha dúvida, vou preservar o programa. Mais afinado que isso só Vanusa cantando o Hino Nacional. 
Ninguém aguenta! - José Serra tem desembarcado invariavelmente todas as quartas em Brasília para, segundo alega, tratar de assuntos de ordem pessoal. E, por mero acaso , tem esbarrado em senadores e deputados tucanos . E, a esses correligionários , Serra tem dito que, daqui a mais duas pesquisas, retira o Aécio do páreo. 
Fome Zero - Dilma finge que é durona só para sobreviver na selva de pedra da política machista. Aos poucos ela está permitindo a volta de Mercadante ao poder . O ministro já voltou a frequentar o Alvorada, mas sem direito a sentar-se à mesa de refeições , só na de trabalho. 
Êxito - A penitência imposta por Dilma foi a de Mercadante preparar um relatório para comemorar a marca de um milhão de estudantes no Fies. 
Castigo - Mas não para ele, Mercadante, faturar . A presidente quer destacar a importância fundamental que Haddad teve para o governo chegar a esses números. Tudo dentro da estratégia de fortalecimento político do prefeito de São Paulo. Quando quer , Dilma sabe ser má! 
Macho! - Finalmente, surge alguém com coragem para tentar dar um basta aos desmandos do Eduardo Cunha no Congresso. O meu amigo Tarso Genro, ao identificar o dedo de Cunha para impedir a votação do projeto da reestruturação das dívidas dos estados, advertiu que a influência nefasta do deputado poderá provocar uma completa revisão da aliança de Dilma com o partido de Michel Temer. E olhe que quem trouxe Michel mais para perto do PT foi o próprio Tarso. 
De olho - Irritada com as notícias de que vai à TV se expor mais para recuperar a popularidade, Dilma foi direta à fonte: — Queridinho, você acha que se sair no jornal vira fato consumado? João Santana abaixou a cabeça, morto de vergonha. 
Desoneração - Quem disser que entende de política está mentindo. Lindbergh jamais conceberia um cenário político-eleitoral mais favorável do que este. Pois bem, neste exato momento em que, repito, tudo corre a favor do PT no Rio, o partido começa a recuar da tese da candidatura própria. Burrice? Não! Extrema sabedoria. O Rio está tão ingovernável que a pior coisa que pode acontecer a um partido atualmente é eleger um governador no estado. 
Beija-toga - Depois da lamentável cena proporcionada por Joaquim Barbosa na última sessão do STF , a maioria dos ministros correu em solidariedade ao gabinete da vítima, o ministro Lewandowski. 
Pânico - E, pela primeira vez, traçou-se um perfil coletivo do comportamento do presidente do Supremo. Pelas histórias levantadas , chegou-se à conclusão de que, em se tratando de Joaquim Barbosa, tudo é possível acontecer. 
Juiz - Uma pena. Nunca o país torceu tanto por uma pessoa dar certo como agora. E não há muita coisa a fazer para mudar isso . Só o Joaquim Barbosa pode mudar o Joaquim Barbosa.

A TRISTE REALIDADE DA SAÚDE DOS GOVERNOS TUCANOS NO PARÁ

Foto ilustrativa de Ana Paula Batista
CRIANÇA ENGOLIU FEIJÃO. FAMÍLIA RECLAMA DE ATENDIMENTO NO POSTO DO DISTRITO INDUSTRIAL
Uma criança de 1 ano e 8 meses morreu, ontem, por falta de atendimento rápido na unidade de saúde do Distrito Industrial de Ananindeua, conforme denunciam familiares. A menina engoliu alguns grãos de feijão que a mãe catava para o almoço. Parentes informaram, ainda, que souberam à noite, no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, que somente na segunda-feira o corpo da menina seria liberado para sepultamento.
Os familiares da criança, filha única de Alessandra Fagundes e do marceneiro de Rafael Ribeiro, estavam revoltados. A menina morreu, segundo relato de familiares, durante o deslocamento dela da unidade de saúde do Distrito Industrial para a unidade de pronto atendimento (UPA) da Cidade Nova I, perto da praça da Bíblia. Continue lendo...

REALIDADE NACIONAL: O BRASIL ESTÁ CHEIO DE TORTURADORES

INTERROGATÓRIOS SOB TORTURA AINDA SÃO PRÁTICAS RECORRENTES NO PAÍS, DIZ PESQUISADORA
Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil
São Paulo – A Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo ouviu nesta sexta (16) a pesquisadora Mariana Joffily, professora de história da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Ela falou sobre a criação e o funcionamento da Operação Bandeirante (Oban) em São Paulo. A Oban deu origem ao Destacamento de Operações de Informações (DOI), órgão da repressão instalado pela ditadura militar em várias cidades do país.
Em sua apresentação à Comissão da Verdade, a pesquisadora disse que a tortura, muito utilizada durante a ditadura nos interrogatórios de presos políticos, tanto na Oban como no DOI, é ainda uma prática recorrente nos dias de hoje. Para Mariana, a sociedade brasileira tem uma relação bastante “curiosa” com a tortura. “É uma relação curiosa porque ao mesmo que não se tem um discurso positivo que valide ou defenda a tortura como um método de investigação, tem uma prática muito clara, corrente e sistemática no uso da tortura para obtenção de informações e como instrumento de poder ainda hoje [usado] na sociedade democrática”, disse.
Durante a pesquisa que fez para escrever o livro No Centro da Engrenagem. Os Interrogatórios na Operação Bandeirante e no DOI de São Paulo (1969-1975), que será lançado amanhã (17), em São Paulo, consultando os arquivos do Departamento de Ordem Política e Social (Dops) e do projeto Brasil: Nunca Mais, a professora disse ter encontrado documentos que possibilitaram estimar que cerca de 1,5 mil pessoas foram interrogadas tanto na Oban como no DOI. Continue lendo...

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Já está On Line o jornal mais lido disparado nesta parte da Amazônia

O ADVOGADO DO DIABO, DEU UMA MORRIDINHA

MORREU JACQUES VERGÈS, O “ADVOGADO DO DIABO”
Tinha 88 anos e nos últimos meses estava debilitado depois de uma queda. Não sobreviveu a uma paragem cardíaca
Mundo
Saddam Hussein, Carlos, o “Chacal”, Klaus Barbie estão entre aqueles que tiveram Jacques Vergès como seu advogado. A lista de “clientes”, que incluiu terroristas, criminosos de guerra ou serial killers valeu-lhe a alcunha de o “advogado do Diabo”. Morreu nesta quinta-feira, aos 88 anos.
“Como pode ser o advogado de Saddam Hussein?”. A questão foi colocada por muitos e em 2004 foi feita directamente a Vergès pelo diário France Soir. “Defender Saddam não é uma causa perdida. Defender [o Presidente dos Estados Unidos Geroge W.] Bush é que é uma causa perdida”, respondeu aquele que foi um dos nove advogados que representaram o antigo ditador iraquiano, após a sua detenção em Dezembro de 2003.
Esta não terá sido a primeira vez que o francês foi confrontado com o porquê de se disponibilizar para defender alguns dos “monstros” do mundo. A esta questão e a muitas outras respondeu com ironia e humor, como quando em 2007 sugeriu ele próprio que fosse dado o título "O Advogado do Terror" ao documentário de Barbet Schroeder sobre o controverso advogado. Continue lendo...

BANDALHEIRA NO SENADO - COMPRARAM R$ 1,4 MILHÃO DE SELOS

SENADO DIZ QUE APURA GASTO DE QUASE R$ 2 MILHÕES COM SELOS
Karine Melo, Agência Brasil
O Senado divulgou nota nesta sexta (16) sobre o gasto de quase R$ 2 milhões com a compra de 1,4 milhão de selos em um ano e quatro meses. A denúncia foi publicada nesta sexta-feira no jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a reportagem, a Casa não sabe o que foi feito com o material. O jornal destaca que o selo é considerado moeda corrente e pode ser facilmente vendido, a preços que variam de R$ 1,20 a R$ 6,40, dependendo do peso da correspondência – para qualquer empresa que faça uso dos serviços dos Correios. Na nota, a assessoria de imprensa do Senado diz que as despesas dos senadores e da área administrativa com a chamada cota postal está sendo investigada por uma auditoria, aberta em junho. O documento diz ainda que funcionários já foram afastados e a distribuição de mais selos, suspensa desde julho. “Somente após a conclusão da auditoria, o Senado terá condições de informar o número de postagens e outros serviços solicitados à ECT [Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos] e os correspondentes custos anteriores a maio deste ano”, diz o documento. Leia mais no (Estadão).

Língua " filha da puta" - uma pequena aula com o Professor José Baldino, putitanga!

José Baldino Silva Vasconcelo é professor aposentado pelo Dom Amando – Colégio santareno dos Irmãos da Santa Cruz, é mestre pela Universidade Estadual de Campinas.
- Filho da puta é adjunto adnominal, quando a frase for: ''Conheci um político filho da puta". 
- Se a frase for: "O político é um filho da puta", daí, é predicativo.
- Agora, se a frase for: "Esse filho da puta é um político", é Sujeito.
- Porém, se o cara aponta uma arma para a testa do político e diz: ..."Agora nega o roubo, filho da puta!" aí é vocativo.
- Finalmente, se a frase for: "O ex-ministro, Alfredo Nascimento, aquele filho da puta, desviou o dinheiro das estradas" daí, é aposto.
Que língua é a nossa, não?!
Agora vem o mais importante para o aprendizado: Se estiver escrito: "Saiu da presidência em janeiro e ainda se acha presidente." O filho da puta é sujeito oculto...

INCOMPETÊNCIA NA SAÚDE: Putitanga! Von é prefeito tricampeão da dengue no Pará

INCOMPETÊNCIA NA SAÚDE: SANTARÉM É TRICAMPEÃ DA DENGUE NO PARÁ – Quando a Maria PT, entregou a prefeitura de Santarém para o Von PSDB, o ranking da dengue no Pará era assim: 1º Belém (4.091 casos); 2º Parauapebas (2.280 casos); 3º Marabá (1.445 casos); 4º Santarém (1.531 casos) – Nesta quinta (15) a SESPA divulgou novos números sobre a epidemia no estado pela terceira vez o ranking fica assim: 1º Santarém (2358 casos), 2º Belém (1156 casos), 3º Parauapebas (749 casos) e em 4º Marabá (com 530 casos) – Esses são os municípios campeões da doença no Pará –  Isso era porque o Von arrotava que iria fazer melhor que o PT... está aí a prova, Von é só potoca!

Homens públicos (de quase todos os países, vamos reconhecer) são ágeis como coelhos para fazer promessas e lentos como tartarugas na hora de cumpri-las

Luiz Garcia nasceu no Rio de Janeiro, em 1936 é jornalista, editor de Opinião e colunista do jornal O Globo.
Quem manda no governo — em qualquer governo, em qualquer país — costuma dormir, mais tranquilo do que merece, com a certeza de que a opinião pública tem memória curta. Temos exemplo disso na resposta de governos estaduais e prefeituras, dois meses atrás, às manifestações de jovens em diversas cidades — com apoio visível da opinião pública em geral — sobre a baixa qualidade e os relativamente altos preços das passagens nos transportes públicos em geral.
O comportamento dos manifestantes — com inevitáveis excessos aqui e ali, alguns até graves — foi, digamos assim, perto de exemplar. E eles receberam a resposta que mereciam da opinião pública. Ou seja, apoio incondicional. Principalmente porque suas reivindicações, uma vez atendidas, beneficiariam cidadãos de todas as idades.
Os moços voltaram para casa abençoados pelos mais velhos. E com a promessa do poder público de que tomaria as providências necessárias para atender suas reivindicações, tanto justas quanto óbvias. E os jovens, que não são, graças a Deus, tão cínicos quanto os mais velhos, acreditaram em tudo.
E os dois meses que se seguiram foram tempo suficiente para provar, aos jovens das ruas e aos mais velhos que os aplaudiram, que os homens públicos (de quase todos os países, vamos reconhecer) são ágeis como coelhos para fazer promessas e lentos como tartarugas na hora de cumpri-las.
Comprometeram-se a tomar medidas concretas, e, em geral, caprichar na eficiência no uso do dinheiro público. No segundo caso, chega a ser escandaloso que uma autoridade seja forçada, pela voz das ruas, a cumprir uma obrigação elementar e óbvia. Especificamente, houve promessas em três estados: passagens de ônibus gratuitas no Rio Grande do Sul, maior transparência ao sistema de transportes públicos no Rio e corte de despesas em São Paulo. Note-se que nada disso é reivindicação dos jovens, e, sim, exigência óbvia de toda a população.
Mas nada disso saiu do papel ou da garganta das autoridades. Ninguém reclame se os moços voltarem às ruas. Na verdade, se isso acontecer, e se ninguém exagerar no protesto — o que é vital no que se refere à indispensável solidariedade da opinião pública — tanto as empresas de ônibus como as autoridades ficarão, como se dizia no meu tempo, bem mal na foto.

CONGRESSO DE TURISMO NO PARAZINHO FOCA A COMIDA PARAENSE

EVENTO DE TURISMO NO HANGAR DESTACA POTENCIAL PARAENSE 
A gastronomia, uma das vertentes culturais mais autênticas do Pará, integrou a programação do I Congresso de Turismo, Hospedagem e Gastronomia da Amazônia Legal, realizado até ontem em Belém, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, reunindo autoridades, empresários, profissionais da área e estudiosos. Socorro Costa, presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), definiu a gastronomia como "uma importante ferramenta de atração de fluxo turístico ao Pará".
Segundo ela, isso motiva a Paratur a investir na divulgação desse atrativo, em eventos como o Festival Gastronômico Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, realizado em abril passado, em Belém, pelo Instituto Paulo Martins, e o Rio Bom de Mesa, que aconteceu no final de maio e início de junho, no Rio de Janeiro. Socorro Costa também destacou que, além de feiras e demais eventos voltados à gastronomia, a Paratur trabalha outras estratégias. "A equipe de marketing está preparando a participação do Pará na FIT – Feira Internacional de Turismo da América Latina -, que acontece de 14 a 17 de setembro em Buenos Aires, na Argentina. O mercado argentino é um dos prioritários no Plano Ver-o-Pará (Plano Estratégico de Turismo do Pará). Serão divulgadas as regiões turísticas de Belém, Marajó e Tapajós, com os roteiros Pará: 8 dias e 7 noites", informou a presidente da Paratur.
A programação do I Congresso de Turismo, Hospedagem e Gastronomia da Amazônia Legal contou com as palestras "Turismo e Desenvolvimento Regional sob a Ótica Parlamentar" e "O financiamento do Desenvolvimento do Turismo na Amazônia Legal", além das conferências "Cenários do Século XXI e Turismo na Amazônia" entre outros temas. No encerramento da programação foi apresentada a Carta do Turismo Sustentável da Amazônia Legal e lançado o projeto Turismo Religioso, da CNTur. (Amazônia – ORM)

JUSTIÇA ACABA COM PRAZO DE VALIDADE DO CRÉDITO PRÉ-PAGO DE CELULAR

CRÉDITOS DE CELULAR PRÉ-PAGO NÃO TERÃO MAIS PRAZO DE VALIDADE, DIZ JUSTIÇA
Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil
Brasília - A Justiça proibiu que as operadoras de telefonia móvel estabeleçam prazo de validade para créditos pré-pagos em todo o território nacional. A decisão foi tomada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), após recurso do Ministério Público Federal (MPF) contra sentença da 5ª Vara Federal do Pará que manteve a validade dos créditos de celulares pré-pagos. A decisão deve ser cumprida em todo o território nacional, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil, mas ainda cabe recurso.
Para o relator do processo, desembargador federal Souza Prudente, o estabelecimento de prazos de validade para os créditos pré-pagos de celular configura-se um confisco antecipado dos valores pagos pelo serviço público de telefonia, que é devido aos consumidores. “Afigura-se manifesta a abusividade da limitação temporal em destaque, posto que, além de afrontar os princípios da isonomia e da não discriminação entre os usuários do serviço público de telefonia, inserido no Artigo 3º, Inciso 3º, da Lei nº. 9.472/97, na medida em que impõe ao usuário de menor poder aquisitivo discriminação injustificada e tratamento não isonômico em relação aos demais usuários desses serviços públicos de telefonia”. Continue lendo...

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Onde fica a fronteira entre a violência ‘simbólica’ e a violência ‘real’?

Demétrio Magnoli é doutor em Geografia Humana, Autor e co-autor de diversas obras, também é colunista de diversos periódicos, como a Revista Época, Estadão e a Folha de S. Paulo.
“Muitos dos jovens que estão usando essa estratégia da violência nas manifestações vieram das periferias brasileiras. Eles já são vítimas da violência cotidiana por parte do Estado e por isso os protestos violentos passam a fazer sentido para eles.” Rafael Alcadipani Silveira, autor do diagnóstico que equivale a uma celebração do vandalismo, não é um músico punk, mas um docente da FGV-SP. O seu (preconceituoso) raciocínio associa “violência” a “periferia” — como se esse sujeito abstrato (a “periferia”) fosse portador de uma substância inescapável (a “violência”). Por meio do conhecido expediente de atribuir a um sujeito abstrato (a “periferia”) as ideias, as vontades e os impulsos dele mesmo, Silveira oculta os sujeitos concretos que produzem um “sentido” para “protestos violentos”. Tais sujeitos nada têm a ver com a “periferia”: são acadêmicos-ativistas engajados na reativação de um projeto político que arruinou as vidas de uma geração de jovens na Alemanha e na Itália. Continue lendo...

Leia a Coluna da Vera Magalhães, está ótima

Vera Magalhães, 39, é repórter especial da Folha em São Paulo. É jornalista de política desde 1993. Foi repórter da coluna Painel em Brasília e editora do caderno "Poder".
Operação resgate  - Em encontro reservado ontem em Brasília, Dilma Rousseff e Lula elegeram a recuperação da popularidade de Fernando Haddad como prioridade absoluta. Segundo interlocutores do Palácio do Planalto, os dois concluíram que a capital paulista é um reduto fundamental para a reeleição da presidente em 2014. A operação petista tem como eixo principal a imersão de Dilma em São Paulo, por onde ela passará novamente no dia 23, para evento sobre financiamento estudantil. 
Lua de mel - A relação entre Dilma e Haddad esfriou no auge dos protestos, quando o prefeito hesitou na redução das tarifas de ônibus, defendida pelo governo federal. 
Marca - Agora, o prefeito aposta na parceria com Dilma para se reerguer. O pacote de reforma educacional do município, que será lançado hoje, foi batizado de "Mais Educação São Paulo", tomando emprestado o nome de um programa do Ministério da Educação. 
O que importa - Para aliados do prefeito, o fundamental seria que a presidente desse o aval à municipalização da Cide e que o Congresso avançasse com o projeto de renegociação das dívidas. 
De olho... Advogados presentes na retomada do julgamento do mensalão no STF se mostravam impressionados com a "coragem" de Luís Roberto Barroso, que disse que aquele não foi o maior caso de corrupção do país. 
... no novato Os defensores não arriscavam apostar se ele acolherá ou não a procedência dos embargos infringentes, mas consideraram que deu pistas de que é favorável à revisão das penas de alguns condenados. 
Tiririca - Os advogados, que demonstravam ceticismo quanto às chances de seus clientes após a onda de protestos de junho, ontem já pareciam mais relaxados: "Pior do que está não fica", atestava um dos mais estrelados. 
Offline - Recuperando-se de uma cirurgia para correção de uma dissecção da aorta, José Genoino foi proibido pelo advogado Luiz Fernando Pacheco de acompanhar o julgamento dos recursos. Combinaram que, se os ministros decidirem algo relevante, a defesa avisará. 
Mãozinha - Integrantes do Judiciário relatam que Carlos Ayres Britto trabalha nos bastidores para ajudar Marina Silva a viabilizar a Rede, diante da dificuldade na certificação de assinaturas de apoio nos cartórios. 
Azarão - Na reta final para o registro da Rede, dirigentes adotaram o grito da torcida do Atlético-MG na jornada que levou ao título da Libertadores: "Eu acredito!". 
Pleno voo - Depois de almoçar com Beto Richa (PSDB) em Curitiba ontem, José Serra foi a Brasília para mais uma série de conversas sobre o cenário nacional. Hoje, tem encontro marcado com dirigentes do PPS. 
Contaminou - Conselheiros de Aécio Neves calculam que a denúncia de formação de cartel em licitações de governos do PSDB paulista respinga na candidatura do senador à Presidência porque arranha a imagem da sigla no principal reduto tucano. 
Por fora - Após derrota na Câmara, o governo recebeu sinal de que o Senado incluirá no texto do orçamento impositivo os 50% para a saúde, como defende o Planalto. 
Visita à Folha -  Paulo Godoy, presidente da Abdib (Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base), visitou ontem a Folha, onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Ralph Lima Terra, vice-presidente executivo, e José Casadei, assessor de imprensa. 
com ANDRÉIA SADI e BRUNO BOGHOSSIAN
tiroteio - "Renan chama meu discurso de strip tease', mas não costumo deixar as coisas escondidas por debaixo dos panos. Não me cheira bem."
DO SENADOR RANDOLFE RODRIGUES (PSOL-AP), sobre a comparação entre seu desabafo no plenário a um "strip tease público", feita por Renan Calheiros.
contraponto - Nem morto
O ministro Luís Roberto Barroso, primeiro a votar depois de Joaquim Barbosa nas questões preliminares aos embargos do mensalão, concordou em tudo com o presidente do STF, inclusive contra um pedido da defesa de que fosse nomeado outro relator.
--Vossa Excelência não se manifestou sobre um desdobramento da questão, que é que, em caso de acolhimento, a relatoria iria para o senhor -- disse Barbosa, rindo.
--Como disse, não vejo procedência jurídica no pedido. Ainda mais nesse caso. Aí, mesmo se houvesse mérito, eu diria: De jeito nenhum!' -- respondeu Barroso.

NO IRÃ VEREADORA SÓ SE FOR FEIA - MORADI FOI ELEITA, MAS FOI BARRADA PORQUE ERA 'GATA' DEMAIS

Moradi conquistou apoio ao defender direitos da mulher e incentivos culturais
Uma jovem candidata a vereadora no interior do Irã foi impedida de assumir o cargo por ser "bonita demais", segundo a imprensa local.
Candidata em Qazvin (norte), Nina Siahkali Moradi, 27, obteve 10 mil votos na eleição ocorrida junto com o pleito presidencial, em junho.
O resultado a colocou na 14ª posição num ranking que qualificava os 13 primeiros entre 163 candidatos.
Com a desistência do primeiro colocado, Moradi entrou na lista dos vencedores. Mas conservadores barraram sua ida à prefeitura.
"Seus votos foram anulados por [causa de] suas credenciais", disse Reza Hossaini, do comitê local de monitoramento de eleições.
"Não queremos uma modelo desfilando na prefeitura", disse um clérigo local.
Seus adversários já a haviam acusado de manter comitê de campanha que atraía comportamentos incompatíveis com valores islâmicos.
Moradi conquistou apoio ao defender direitos da mulher e incentivos culturais.

O incidente contraria esforços do novo presidente iraniano, Hasan Rowhani, que acaba de nomear uma vice-presidente como parte da promessa de promover direitos da mulher. (Tribuna Hoje – R7)

STF BARRA RECURSOS PARA QUATRO MENSALEIROS

STF NEGA RECURSOS DE QUATRO CONDENADOS NO MENSALÃO E MANTÉM PENAS
André Richter - Repórter da Agência Brasil
Brasília – No primeiro dia de julgamento dos embargos de declaração da Ação Penal 470, o processo do mensalão, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram recursos de cinco réus, sendo que quatro foram condenados no julgamento. Em todos eles, a maioria dos integrantes da Corte entendeu que as alegações apresentadas pela defesa eram incabíveis.
Na primeira questão analisada pelos ministros na sessão de nesta sexta (14), por maioria de votos, eles negaram recursos preliminares comuns apresentados pelos réus. Entre as questões levantadas estavam a redistribuição da ação para outro ministro-relator, o cancelamento das notas taquigráficas, metodologias adotadas nos votos e a competência da Corte para julgar réus que não têm foro privilegiado.
O plenário também decidiu manter a multa aplicada contra o ex-tesoureiro informal do PTB Emerson Palmieri, condenado a quatro anos de prisão, por lavagem de dinheiro, mas que teve a pena convertida em pagamento de multa de R$ 286 mil. No recurso apresentado ao STF, Palmieri disse que não tem dinheiro para pagar a multa. No documento, ele informou que tem renda de R$ 7.920 e precisa pagar despesas de saúde dos pais e sustentar dois filhos.
A Corte manteve a condenação do ex-tesoureiro do PL Jacinto Lamas, pelo crime de lavagem de dinheiro. Os ministros rejeitaram o recurso do réu por unanimidade. Ele deverá cumprir pena de cinco anos em regime inicialmente semiaberto, além de pagar multa.
O deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) também não conseguiu reverter sua pena. Por unanimidade, o plenário decidiu manter a pena do deputado. O parlamentar foi condenado a sete anos e dez meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de pagamento de multa que supera R$ 1 milhão.
O Supremo absolveu o réu Carlos Alberto Quaglia, acusado de formação de quadrilha. A decisão da Corte foi unânime ao analisar o recurso apresentado pelo réu, que sequer chegou a ser julgado pelo STF no ano passado. Dono da corretora Natimar na época dos fatos, Quaglia era acusado de lavar dinheiro do esquema do mensalão para o núcleo do PP. Ele não foi julgado pela Corte devido a falhas processuais, e seu caso foi desmembrado para a primeira instância logo no início do julgamento. Ainda assim, o Supremo foi acionado para cancelar a acusação de quadrilha contra ele, uma vez que as outras pessoas do núcleo, acusadas do mesmo crime, foram absolvidas.
O plenário da Corte também decidiu manter pena aplicada ao ex-deputado federal José Borba. Ele foi condenado a dois anos e seis meses de prisão e multa por corrupção passiva. A pena foi substituída por multa de 300 salários mínimos e perda de direitos políticos pelo tempo da pena. A defesa alegou contradição nos fundamentos que levaram ao aumento da pena base.
O julgamento será retomado amanhã (15) com a análise dos recursos dos seguintes réus: Romeu Queiroz, Roberto Jefferson, Simone Vasconcelos e Bispo Rodrigues. (Edição: Carolina Pimentel)

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Faz-se necessário uma avaliação do Modelo Acadêmico implantado diante do atual quadro de frustração e desencantos de estudantes e professores

Lucineide Pinheiro é professora acadêmica - leciona na Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) 
O tempo passa e a cada dia aumenta a angustia de estudantes, professores e técnicos em relação aos rumos que a UFOPA vem tomando. Eu que sou da velha guarda, (professora da UFPA- Campus de Santarém desde 1992), vivi, com minha geração (Mário, Anselmo, Cleise, Raimunda, Fátima, Leonel, e tantos outros) o sonho, alimentado desde as lutas estudantis, de ter em Santarém uma Universidade Federal. Com o Governo Lula vem a UFOPA. Que felicidade! Mas, infelizmente, o que seria um espaço de construção do conhecimento científico passa a ser um campo de instrumentalização Tucana. Sobra disputa política e falta diálogo e foco nos reais interesses da comunidade santarena e, de modo especial, da comunidade acadêmica. Faz-se necessário uma avaliação do Modelo Acadêmico implantado diante do atual quadro de frustração e desencantos de estudantes e professores. Juro, não foi isso que sonhamos.

Prefeitos com o toba nas mãos - povo aprendeu que só vai na base da porrada

PREFEITOS EM APUROS – POVO APRENDEU O CAMINHO DA ROÇA -  Primeiro foi o prefeito de Oriximiná Luiz Gonzaga que teve uma ideia de girico e tentou cortar 20% do salário dos professores, quase o povo bate nele – em seguida o prefeito de Óbidos Mário Henrique, também se meteu a besta com o povo, mas quando ele percebeu que o povão se arrumava para ir até a prefeitura peitar ele, se adiantou e foi falar com o povo - o prefeito pediu um prazo para os rebeldes e contou que o Jaime, deixou para ele um buraco maior que o do Rio Amazonas na frente de Óbidos, parte mais profunda do Rio Mar, putitanga!

ESTÓRIA DE CHIFRE QUE DEIXA O CABOCLO MOFINO

ISOLADA PELA RECORD, SCHEILA PARTICIPA DE PROGRAMA SEM SABER DE TRAIÇÃO
Scheila Carvalho foi a eliminada da semana de A Fazenda. Para quem pensava que a ex-dançarina saberia da traição do marido assim que saísse do reality, se enganou.
Scheila foi isolada pela Record após sair do reality e ainda não está sabendo da pulada de cerca de Tony Salles. Ela participou do "Hoje em Dia" desta quarta sem parecer saber do escândalo.
No final da atração Chris Flores tocou no assunto e revelou que algo de grave havia acontecido na vida de Scheila. "Não podemos fazer a pergunta que todos esperam, pois temos que respeitar a Scheila como mulher, esposa e artista querida por todos nós. Então, agora eu não quero ser a portadora dessa notícia. Se ela tivesse sabido da notícia pela psicóloga da ‘Fazenda’, eu teria mais tranquilidade de abordar sobre esse tema, mas agora não dá. Eu te respeito como mulher e como artista", disse a apresentadora, tentando explicar o porquê de não terem tocado no assunto com Scheila Carvalho. (Portal do Holanda)

VON ARROCHA NO SALGADO - A CONTA PULOU EM JUNHO DE R$ 6,9 MIL PARA R$ 19,8 EM JULHO

GASTO COM LANCHE DO PREFEITO AUMENTA 186%
Por Jeso Carneiro
Os gastos com marmitex, coffee break, salgadinhos, acepipes e similares da secretaria municipal (Semad) que abastece a despensa do gabinete do prefeito de Santarém, Alexandre Von (PSDB - foto), foram à estratosfera no mês de julho.
As despesas pularam de R$ 6,9 mil (junho) para R$ 19,8 mil – aumento protéico de 186%.
Isso só com uma fornecedora, a Costa Correa & Correa Filho.
Não estão computados os gastos com supermercado (Ramalheiro & Ramalheiro), que em julho foram de quase R$ 16 mil.
No mês passado, Von passou cerca de 20 dias fora do município, em viagem para Alemanha. (Blog do Jeso)

Rota 5 o justiceiro - só quietou quando mandou derrubar a "cerca Lourenço".

ROTA MANDA DERRUBAR A ‘CERCA LOURENÇO’ – O apresentador de tevê, do programa 'Rota 5', Antônio Junior, o justiceiro de Santarém, - após denunciar os abusos do reitor da Universidade de Oeste do Pará (UFOPA) Seixas Lourenço que mandou bloquear ruas no bairro do Salé como se fosse propriedade da universidade; conseguiu botar em baixo a tal "Cerca Lourenço" - taca, taca, taca no lombo do prefeito Von que estava de conluio com o reitor e o Secretário de Infraestrutura, pois não queriam retirar as cercas - após o Rota 5 botar no toco nesta manhã de quarta (14) de março a Seminfra botou em baixo a ambição do reitor... putitanga!

DEPUTADO USA TRIBUNA PARA ESCLARECER QUE SUA MULHER NÃO CORTOU SEU PÊNIS

BOATO FAZ DEPUTADO DE RORAIMA IR A PLENÁRIO NEGAR QUE TEVE PÊNIS CORTADO 
O deputado estadual Dhiego Coelho (PSL) usou a tribuna da Assembleia Legislativa de Roraima, ontem, para negar boatos de que sua esposa teria cortado seu pênis. A informação circulou nas redes sociais desde o início deste mês de agosto e, além disso, servidores confirmaram os rumores ao Portal G1.
Durante o pronunciamento na sessão, o parlamentar falou que estava indignado com as "agressões depreciativas e infundadas ofensas à sua dignidade e de sua família". Segundo ele, nada do que foi dito e espalhado ocorreu. "Todos os boatos e fofocas sobre mim e minha esposa são ofensas e calúnias infundadas. Em momento algum existiu o que foi falado", afirmou.
Ainda na tribuna, o deputado solicitou ao presidente da Casa que manifestasse apoio a situação e que não compactuasse das informações contra ele. "Denegrir a imagem e a honra de uma pessoa perante a sociedade, ofendendo a sua reputação e a sua dignidade, é considerado crime", acrescentou Coelho. Continue lendo...

SAIBA COMO FUNCIONOU O SUPOSTO ESQUEMA FRAUDULENTO DOS TUCANOS NO METRÔ DE SP

ENTENDA AS INVESTIGAÇÕES SOBRE CARTEL E PROPINA NO METRÔ DE SÃO PAULO
Daniel Gallas - Da BBC Brasil em Londres
As autoridades brasileiras estão investigando a possível formação de um cartel internacional entre multinacionais para superfaturar obras e serviços na rede ferroviária de São Paulo e Brasília.
O pagamento de propinas a autoridades estaduais e diretores de empresas públicas também está sendo investigado.
 Entenda mais sobre o caso. Como começou o escândalo? 
Em maio deste ano, a Siemens teria feito denúncias ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o órgão antitruste do governo federal. Em troca de punições menos severas, a empresa teria reconhecido que pagou propinas a autoridades de diferentes governos do PSDB em São Paulo e que teria formado cartel com outras empresas, como Alstom, Bombardier, CAF e Mitsui.
A notícia da delação premiada foi dada pela imprensa brasileira, mas não foi confirmada pela empresa alemã.
 Como funciona o suposto esquema? 
As fraudes teriam acontecido em licitações públicas para venda e manutenção de metrôs e trens metropolitanos durante os governos de Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, em São Paulo, nos anos 1990 e 2000.
Segundo as denúncias publicadas pela revista IstoÉ, a Siemens subcontratava empresas no Brasil para pagar propinas a políticos e diretores de empresas públicas. Outra vertente do esquema usava contas no exterior, em paraísos fiscais.
Outra acusação é referente à suposta formação de cartel. As multinacionais combinavam entre si quem ganharia e quem perderia concorrências públicas em mais de 30 países, para conseguir forçar os preços a serem superfaturados. Esse esquema teria sido usado nos metrôs de São Paulo e Brasília.
 O que dizem as empresas e políticos? 
As empresas envolvidas já se manifestaram publicamente. A Siemens e a Mitsui afirmam que estão cooperando com as autoridades, e não pretendem se manifestar antes do fim das investigações.
A CAF, a Bombardier e a Alstom dizem que não estavam envolvidas com o governo de São Paulo no período que está sendo investigado.
O governador Geraldo Alckmin defendeu as gestões de seu partido, e disse que se for comprovado qualquer irregularidade, as empresas serão punidas e o Estado será indenizado.
 Qual foi a repercussão do caso? 
Quatro órgãos diferentes estariam envolvidos nas investigações: Conselho Administrativo de Defesa Econômica, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual de São Paulo e Polícia Federal.
As acusações tiveram repercussões políticas. O PSDB acusou o Cade, do governo federal, de não liberar dados sobre a investigação para o Ministério Público de São Paulo investigar. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que o processo corre em sigilo, e pediu calma a todos os investigados, dizendo que "os nervos estão à flor da pele".
O PT se mobiliza no Senado e na Câmara dos Deputados para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito que investigue as denúncias. O PSDB defende que as investigações fiquem restritas aos órgãos que já atuam no caso.
 Como isso é visto no exterior? 
Até agora, o caso não teve grande repercussão na imprensa alemã, apesar de ter sido noticiado por alguns grandes órgãos de imprensa, como o jornal Sueddeutsche Zeitung, de Munique.
Na Alemanha, a Siemens foi condenada em 2006 por pagamento de propina a autoridades no exterior e multada em mais de US$ 1,4 bilhão. O escândalo foi um dos maiores da história corporativa do país.
Algumas das investigações começaram no Brasil a partir da denúncia do pagamento de propinas a brasileiros feita à Justiça alemã em 2008 por um funcionário da Siemens. (BBC Brasil)

MENSALÃO VOLTA A TOPO DA MÍDIA NACIONAL NESTA QUARTA (14)

STF COMEÇA A JULGAR RECURSOS DO MENSALÃO NESTA QUARTA-FEIRA
Débora Zampier - Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia nesta quarta (14) mais uma etapa do julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão.  Os ministros vão analisar os primeiros 26 recursos apresentados pelos réus contra decisão do fim do ano passado. Conhecidos como embargos declaratórios, esse recursos servem para questionar pontos omissos ou contraditórios do julgamento e raramente conseguem mudar uma condenação.
Embora a pauta de hoje contenha apenas o recurso do advogado Rogério Tolentino, ligado ao publicitário Marcos Valério, a assessoria da Corte informou que os ministros não são obrigados a começar por esse caso. Também não foi definido se cada recurso será julgado individualmente ou se os ministros vão analisar os casos que tiverem o mesmo argumento todos de uma vez. A expectativa é que eles optem pelo primeiro sistema, individualizando os debates. Continue lendo...

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Prefeito se tremendo todinho, muda de ideia após aperto dos professores contra corte nos salários

APÓS APERTO DOS PROFESSORES, GONZAGA VOLTA ATRÁS – Acabamos de receber a informação de que o Prefeito de Oriximiná Luiz Gonzaga, acaba de revogar o que havia decretado contra os professores – Diante de tamanha leseira, por claro descaso sobre o momento atual que o Brasil passa, com manifestações contra políticos – o prefeito de Oriximiná tentou cortar vantagens adquiridas dos salários dos professores nesta terça (13), mas se deu mal – A classe indignada foi pra cima do caboclo que se tremia todinho e sem saída disse haver um mal entendido e que ele revogava o que tinha decretado – Putitanga! Como diz o caboclo: “Quem tem toba, tem medo.”  

Putitanga, revolta dos professores em Oriximiná - polícia tenta parar a categoria

REVOLTA DOS PROFESSORES EM ORIXIMINÁ – Neste momento está acontecendo nas ruas de Oriximiná a maior manifestação dos professores do município de todos tempos – O Prefeito Luiz Gonzaga baixou um decreto de doido, cortando gratificações e extras do salário da categoria – Nesta manhã dezenas de professores invadiram a Câmara Municipal e neste momento tentam invadir a prefeitura para saber da boca do prefeito, porque ele está ferrando os professores que sempre estiveram com ele – Polícia, professor e populares, num empurra-empurra dos diabos em Orixi, putitanga!  

ALEPA CHEGA EM SANTARÉM E FAZ DUAS SESSÕES

ALEPA NO RECREATIVO - Nesta terça (13) a Assembléia Legislativa do Pará está em Santarém para duas sessões itinerárias – hoje sessão solene e na quarta sessão ordinária. Está confirmado a presença de Airton Faleiro (PT), Ana Cunha (PSDB), Antonio Rocha (PMDB), Augusto Pantoja (PPS), Belo (PSD), Bernadete ten Caten (PT), Bordalo (PT), Cássio Andrade (PSB), Chicão (PMDB), Cilene Couto (PSDB), Macarrão (PMDB), Divino (PRB), Edílson Moura (PT), Edmilson Rodrigues (PSOL), Eduardo Costa (PTB), Eliel Faustino (PR), Fernando Coimbra (PSD), Gabriel Guerreiro (PV), Haroldo Martins (DEM), Hilton Aguiar (PSC), Italo Mácola (PSDB), Josefina Carmo (PMDB), Junior Ferrari (PSD), Junior Hage (PR), Luiz Rebelo (PP), Luzineide Farias (PSD), Márcio Miranda (DEM), Martinho Carmona (PMDB), Milton Zimmer (PT), Nélio Aguiar (DEM), Nilma Lima (PMDB), Parsifal (PMDB), Pio X (PDT), Alfredo Costa (PT), Raimundo Santos (PEN), Simone Morgado (PMDB), Tetê Santos (PSDB), Tião Miranda (PTB), Valdir Ganzer (PT),  Zé Maria (PT) e Megale (PSDB). Putitanga, fecharam o transito entorno do Recreativo sobrou para os comerciantes...

Leia a Coluna do Claudio Humberto, está ótima

Cláudio Humberto é jornalista e de Brasília comanda sua coluna que mostra o panorama político nacional. 
“Do ponto de vista da instituição, não convém adiantar o passo”
Renan Calheiros, presidente do Senado, sobre a cassação do senador Ivo Cassol.
EMPRESA DO ‘PROPINODUTO’ ATUOU EM BELO MONTE - Acusada de pagar propina ao governo tucano para ganhar contratos bilionários no Metrô de SP, a multinacional francesa Alstom também atuou na Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Em reunião do conselho de administração da Norte Energia S.A., realizada no dia 03 de fevereiro de 2011, foi aprovada operação para contratar o Consórcio ELM, no valor de R$ 3,5 bilhões, para fornecer equipamentos à usina. 
EQUIPAMENTOS - O consórcio, que inclui a francesa Alstom, a austríaca Andritz e a alemã Voith, entregaria 14 geradoras com turbinas Francis e 6 com a Bulbo. 
METADE DO VALOR - Seis dias depois da reunião, cuja ata está publicada no Diário Oficial do DF, a Alstom anunciou que havia assinado o contrato por US$ 685 mi
SÓ A CÚPULA - Participaram da reunião o presidente Valter Cardeal e os conselheiros, entre eles Adhemar Palocci, irmão do ex-ministro Antonio Palocci. 
MONOPÓLIO - Segundo a própria Alstom, a empresa já forneceu mais de 100 turbinas e geradores a projetos no Brasil ao longo dos últimos 10 anos. 
VALEM OURO OS DADOS QUE TSE CONFIARIA à SERASA - A empresa Serasa Experian cobra a média de R$ 4,80 por informação cadastral enviada a lojas e financeiras. E são centenas de milhares de pedidos de informação cadastral diariamente, por isso vale ouro o banco de dados de 141 milhões de eleitores em poder do Tribunal Superior Eleitoral, um dos mais completos e confiáveis do país. Serasa e TSE negam que a transferência dos dados tenha sido efetivada, mas somente uma auditoria técnica rigorosa poderá atestar isso. 
MÃE LUCRATIVA - O nome da mãe do cliente, diferenciando-o de homônimo, por exemplo, é informação que a Serasa cobra caro de lojistas e financeiras. 
PASSANDO A LIMPO - A ministra Cármen Lúcia, presidente do TSE, instituiu comissão de técnicos do TCU, MPF e CGU para auditar o acordo com a Serasa. 
REFERENDO - Na sessão desta terça-feira, o plenário do TSE deve referendar a decisão da ministra Cármen Lúcia de anular o acordo com a Serasa. 
NA PORTA ERRADA - Manifestantes tentaram invadir o Sírio Libanês (SP), onde estão internados José Sarney e José Genoino, mas não protestam nos hospitais públicos afora para mostrar a degradação do atendimento. 
SUBSTITUIÇÃO - Com a decadência de Sérgio Cabral, caciques do PMDB-RJ acham reduzidas as chances da candidatura do atual vice, Luiz Fernando Pezão. Querem o prefeito carioca Eduardo Paes disputando o governo. 
AÇÃO CONJUNTA - Os membros da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara acertaram, na semana passada, com a Confederação Nacional da Indústria, que votariam hoje o projeto que regulamenta a terceirização. 
TRUMBICADO - Censurado no Conselho de Ética por agressão verbal a colega, o deputado amigão de Lula, Devanir Ribeiro (SP), gasta R$ 17 mil/mês em “divulgação da atividade parlamentar” até no recesso. 
SEM PALAVRA - O deputado João Arruda (PMDB-PR) não poupa críticas ao vice Michel Temer, que se reuniu com governador Beto Richa (PSDB-PR) para “tratar de 2014”: “Ele havia prometido conversar com a gente antes, e deve estar enganando alguém: ou o governador ou os deputados”. 
FESTA DO CABIDE - A prática cresce nas estatais para abrigar a “cumpanheirada”, mas a Justiça do Trabalho em Brasília barrou por ora a contratação sem concurso de comissionados nos Correios como funcionários estáveis. 
MAIS DO MESMO - A Justiça Federal contrariou a União e anulou convênio da Receita com empresas privadas que acessam dados sigilosos nos centros de atendimento ao contribuinte no Maranhão. Se a moda pegasse... 
NEM DÁ IDEIA - O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, que viaja em avião de carreira, se disfarçou de taxista em Oslo para sondar as chances de reeleição. Disfarçado, só disse quem era quando foi reconhecido. 
PENSANDO BEM...
...já tem os “papagaios” e o salão do Supremo Tribunal Federal. Agora, só falta a piada do mensaleiro Delúbio. 
PODER SEM PUDOR - UM PRESIDENTE NO ESPELHO
Empossado em janeiro de 1961, o presidente Jânio Quadros soube em fevereiro, no palácio, que um deputado atacava-o com duras críticas na Câmara Federal. E ele:
- Deixem o rapaz falar. Às vezes, até eu tenho vontade de atacar este meu governo...

GIOVANE AGUIAR: PACIENTES JOGADOS NO CORREDOR DO PSM E A SECRETÁRIA PASSEANDO NO EXTERIOR

VEREADOR GEOVANE AGUIAR PEDE EXPLICAÇÃO
Usando a tribuna do Poder Legislativo Municipal de Santarém, nesta segunda (12) o vereador Geovane Aguiar - Líder do PSC, falou sobre a situação exposta onde envolve a Secretária de Saúde que passeava no exterior, demonstrou os valores que os secretários ganham de acordo com o site transparência, que divulgados estão bem abaixo, em contraponto mostrou os altos salários de dois contadores do município. Reforçou o pedido de informação sobre a quantidade de funcionários que trabalham no governo e afirma que não vai deixar de buscar a verdade até que tudo seja realmente esclarecido pelo prefeito Alexandre Von. (Blog do Colares)

MPF QUER ACESSO AS PROVAS SOBRE CARTEL TUCANO

MPF PEDE ACESSO ÀS PROVAS PARA CONTINUAR INVESTIGAÇÕES SOBRE CARTEL DE LICITAÇÕES EM SÃO PAULO 
Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo pediu à Justiça que o órgão seja autorizado a ter acesso a todas as provas e documentos levantados a partir do acordo de leniência feito com a empresa Siemens. Pelo acordo – assinado, entre outras partes, pelo MPF e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) –, se a empresa apresentar provas suficientes para a condenação dos envolvidos, ela passa, em contrapartida, a contar com benefícios como o da extinção da ação punitiva da administração pública ou de redução da pena.
“Entendemos que o acesso à prova é algo indispensável para que as investigações possam prosseguir. Sem esse material da busca e apreensão, nós não temos como prosseguir nas investigações”, disse nesta segunda (12), em entrevista à imprensa, a procuradora da República Karen Louise Jeanette Kahn.
O MPF quer acesso à cópia integral de toda a documentação obtida nas buscas e apreensões feitas no último dia 4 de julho. Até agora, os documentos não foram disponibilizados pelo Cade ao MPF, apesar dos sucessivos pedidos feitos. Continue lendo...

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

AFROREGGAE: GRAVAÇÃO SUSPEITA DE CONVERSA ENTRE BEIRA MAR E MARCINHO VP

BEIRA-MAR PODE TER ORDENADO ATAQUES À ONG AFROREGGAE
A gravação de uma conversa entre os traficantes cariocas Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, e Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, na penitenciária federal de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná, em 10 de maio deste ano, indica que os dois teriam tramado os quatro recentes ataques à ONG AfroReggae nos complexos do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. O caso foi revelado ontem, 11, pelo “Fantástico”, da TV Globo. A conversa ocorreu no parlatório do presídio, e foi gravada em áudio e vídeo. Beira-Mar e Marcinho VP ficaram separados por um vidro, e se falaram por um interfone. O encontro foi autorizado pela Justiça após Beira-Mar alegar que estava se sentindo muito sozinho em cela separada. De acordo com a reportagem, na conversa, os traficantes comentam a prisão do pastor Marcos Pereira da Silva, líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), ocorrida três dias antes. O religioso é acusado de estuprar duas fiéis de sua igreja e é investigado por associação para o tráfico, lavagem de dinheiro e homicídios. No diálogo, os traficantes criticam a atuação do coordenador do AfroReggae, José Júnior, que segundo deles teria “comprado” testemunhas para depor contra o pastor. Júnior nega a acusação. Leia mais no (Estadão).

A exigência ética em relação a políticos obviamente introduz um elemento de insegurança jurídica, mas isso é essencial na ética, não é secundário nela.

Renato Janine Ribeiro é professor titular de ética e filosofia política da USP.
Causou choque a recusa do senador Lobão Filho, relator do regimento do Senado, a incluir a palavra "ética" no compromisso que os membros da Casa prestam ao tomar posse. O assunto ressoou até no jornal espanhol "El País". Disse o parlamentar que ética é questão subjetiva, com significados diferentes conforme a pessoa. Ele está errado e direi por quê. Mas também erram alguns críticos seus - os que não têm dúvidas sobre o que é certo ou errado, postura que só vale numa visão bem simplista da ética.
Como professor de ética, sempre insisto que ela não consiste numa lista pronta, que nos limitaríamos a obedecer. Tal lista existe e se chama lei. Leis são votadas pelo poder competente, sendo sua violação punida pela Justiça. O que importa é cumprir a lei, pouco importando por quê.
Mas a ética é diferente. Exige muito mais. A lei pede apenas a obediência nos atos; na ética, também está em pauta a intenção. Para o sistema legal, é suficiente que eu pague os impostos, não mate, agrida ou furte ninguém; mas essa obediência externa, se faz de mim um não criminoso, não me torna uma pessoa ética. Porque, se acatei as leis só por medo do castigo, não foi por amor a elas, nem por respeito aos outros, meus próximos.
Por ser exigente, a ética incomoda. Ética é antes de mais nada isso: uma enorme perturbação. Interpela os indivíduos, para que eles se tornem pessoas. Eu me explico. Cada um de nós é, em seu corpo, um ser único, indivisível. Isso é o indivíduo. Mas, dizendo isso, só descrevo um fato. Já a palavra "pessoa" é mais que isso. Designa um titular de direitos e obrigações. Saio da descrição e entro na prescrição. Um indivíduo nunca chegará a pessoa, se não assumir seus deveres e direitos. O que a ética cobra de cada um de nós é esta responsabilidade pelos atos. Continue lendo...

TUBERCULOSE TOMA CONTA DO RIO DE JANEIRO

RIO DE JANEIRO É O ESTADO COM MAIORES CASOS DE TUBERCULOSE NO BRASIL
Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O Rio de Janeiro é o estado com maior incidência de tuberculose, doença causada por uma bactéria (bacilo de Koch), que atinge em grande parte a faixa etária entre 20 a 29 anos. De acordo com dados preliminares da Secretaria de Estado de Saúde, em 2012, foram registrados 14.039 casos da doença no estado, que representam cerca de 15% do total do país. Mais da metade (52,94%) foram na capital fluminense, onde 7.433 pessoas contraíram tuberculose. A região metropolitana 1, que inclui também 11 municípios da Baixada Fluminense foi a que anotou mais números de casos (10.964) representando 78,09% do total do estado.
O superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da secretaria, Alexandre Chieppe, explicou que a tuberculose é uma doença muito relacionada à alta densidade populacional e afeta grandes centros urbanos do país. Ele disse que o Rio de Janeiro é um estado que tem adensamento populacional na região metropolitana, com uma grande quantidade de pessoas morando em pequeno espaço. “Isso facilita muito a ocorrência de doenças respiratórias, entre elas a tuberculose, um grande desafio de saúde pública. Aqui, na cidade do Rio de Janeiro, é onde temos a maior incidência no estado. Este é um desafio que tem que ser enfrentado agora e é urgente, tendo em vista estes números alarmantes”, ressaltou. Continue lendo...

domingo, 11 de agosto de 2013

LEGISTA INGRISILHENTO SUSTENTA A TESE DE ASSASSINATO DA FAMÍLIA DE PMs EM SP

SANGUINETTI CONTESTA PM DE SP E DIZ QUE FILHO DE SARGENTO DA ROTA FOI ASSASSINADO
Sanguinetti afirma que a posição do adolescente não é compatível com a de um suicídio, e sim, com a de um assassinato.
UOL
O médico legista e professor da Ufal (Universidade Federal de Alagoas) George Sanguinetti, que ficou conhecido por refazer o laudo das mortes do casal Paulo Cesar Farias e Suzana Marcolino e apontar que eles foram assassinados em 1996, afirmou em entrevista ao UOL que o filho do casal de policiais militares paulistas Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, 13, também foi assassinado junto com os pais.
Marcelo é até o momento o principal suspeito de ter matado o pai, o sargento da Rota (tropa de elite da PM) Luís Marcelo Pesseghini, 40, a mãe, a cabo Andréia Pesseghini, 36, a avó e uma tia avó. Para a polícia, o adolescente cometeu os quatro assassinatos entre a madrugada do último domingo (4) e a de segunda (5), com a arma da mãe, uma pistola .40, e se matou no começo da tarde de segunda, ao voltar do colégio.
Ao analisar as fotos da sala em que Marcelo e os pais foram encontrados mortos, Sanguinetti foi categórico ao afirmar que a posição do corpo do adolescente não é compatível com a de um suicídio, e sim, com a de um assassinato.


"Há muita clareza nas posições dos corpos, que mostram que os três foram assassinados. Ao fazer os cálculos de corpos com estatura semelhantes à da mãe e do filho, podemos observar que todos foram mortos por outra pessoa", disse Sanguinetti, explicando em um cenário montado com um colchão no chão e um boneco na posição semelhante à qual Marcelo foi encontrado morto.
"A posição em que o corpo do menino caiu, com a mão direita em cima do lado esquerdo da cabeça e o braço esquerdo dobrado para trás, com a palma mão esquerda aberta para cima, não é compatível com a posição de um suicida, e sim, com a de uma pessoa que foi assassinada. A arma do crime também não está no local compatível, que iria aparecer na foto em cima da cama ou próximo aos joelhos do menino", explicou Sanguinetti.
Para ele, a equipe da perícia precisa refazer os cálculos do trajeto dos corpos ao serem atingidos pelos projéteis porque a conclusão está equivocada ao afirmar que o menino assassinou os pais e depois se matou. Ele explicou que não é impossível refazer os cálculos mesmo com o cenário desfeito e que os peritos devem se basear nas imagens para concluir "claramente" que o menino também foi vítima.
"Apesar de as pessoas próximas ao menino dizerem que ele sabia atirar, a forma como cada um deles foi morto, com apenas um tiro na cabeça, é de atirador profissional. Por mais que o menino tivesse habilidade, ele iria efetuar mais de um disparo para atingir os corpos dos pais e para se certificar de que eles teriam morrido", argumentou o legista.
Sanguinetti disse que também seguiu os cálculos da medicina legal para afirmar que o corpo de Andreia foi colocado no local em que foi encontrado. Para ele, a policial não foi morta na posição fetal. "A parte do corpo que ficou suspensa na cama corresponde a 15% da massa [corporal da vítima], e o peso restante iria fazer o corpo ser arrastado para o chão. Jamais, ao levar um tiro, o corpo conseguiria se manter em uma posição que a parte mais leve seguraria a parte mais pesada, a não ser que já estivesse com rigidez cadavérica, como podemos observar na foto."
O legista também questionou o argumento de que não foi detectada a presença de chumbo, antimônio, bário e pólvora nas mãos do menino, e que, ao efetuar supostamente os cinco disparos que mataram o adolescente, os pais, a avó Benedita de Oliveira Bovo, 67, e a tia Bernadete Oliveira da Silva, 55, o polegar e a parte dorsal da mão esquerda, obrigatoriamente, teriam algum vestígio. 


"Informaram que o menino era sinistro e nem a mão esquerda, a provável a ser usada para fazer os disparos, e nem direita apareceram com resíduos de tiros. Obrigatoriamente quando efetuam-se disparos de arma de fogo os resíduos aparecem. Se disserem que ele efetuou e deu negativo o exame residuográfico estamos indo de encontro com toda a medicina legal", afirmou
O médico legista questionou ainda o porquê da equipe de criminalistas não realizar exame em microscópio para observar resíduos dos tiros na derme e na epiderme do garoto. "Eles fizeram exames somente com a lavagem das mãos em soro, mas deviam ter retirado pedaços da pele do menino para investigar os resíduos e iriam encontrar", disse.
Sanguinetti disse que também analisou os relatos do cenário da casa dos PMs paulistas assassinados e afirmou que a equipe de peritos só observou se o portão e a porta estavam intactos, sem sinais de arrombamento. "Tinha uma janela com o cadeado arrombado e eles ignoraram a informação da cena. Provavelmente a pessoa que matou os cinco entrou pelo local."
Neste sábado (10), reportagem exibida pelo SPTV, da TV Globo, revelou que médicos legistas suspeitam que o sargento da Rota foi morto dez horas antes que os outros familiares.
A conclusão dos médicos legistas constará no laudo elaborado pelo Instituto de Criminalística e que deverá ser entregue à Polícia Civil de São Paulo até o meio da semana.
O IC utiliza análise de manchas de sangue para indicar o momento em que o sargento foi morto. Também durante os próximos dias, o instituto deverá concluir o laudo necroscópico das outras vítimas e apontar, por exemplo, se alguma delas havia sido sedada ou se continha vestígios de pólvora.
Também aguardam o resultado de análise de peritos o computador e telefones celulares apreendidos na casa da família. Procurada nesse sábado, a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que "só serão considerados laudos oficiais do caso".  (Primeira Edição)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...